Unidade Vila Mariana (11) 2275-2516/2276-2835

Unidade Moema (11) 2738-1700/2738-1900

Blog

O biólogo Kevin Kumala criou uma sacola feita de mandioca e caso seja jogada no mar, ela pode servir de alimento para peixes. Nascido na Indonésia, Kevin criou a sacola após retornar dos Estados Unidos para o seu país e dar de cara com o acúmulo de lixo em Bali, ilha onde nasceu.

Sacola ecológica

O biólogo criador da sacola ecológica mostrando o produto

 

O biólogo desenvolveu e passou a vender produtos que aparentam ser feitos de plástico, mas têm como matéria-prima o tubérculo, que não prejudica o meio ambiente.

Leia mais: Produtos sustentáveis de higiene e beleza cresce em consumo

Em 2014 ele criou a empresa Avani Eco. Lá, Kevin vende sacolas, canudos, talheres, copos e embalagens, todos feitos com materiais sustentáveis, com tempo de decomposição de cem dias.

“Nossos sacos de mandioca de tamanho médio podem transportar até 8 libras (3,5 kg) se transportar produtos secos”, diz o perfil da empresa no Instagram. Segundo o site da empresa, ela já substituiu três toneladas de produtos não sustentáveis desde 2016.

“Nós buscamos continuamente nos tornar uma ponte para ajudar e encorajar comunidades e negócios a produzirem iniciativas que gerem um impacto sustentável para o meio ambiente. Encorajando o uso do termo ‘responsável’ como um valor central dos três fatores chave: reduzir, reutilizar, reciclar”, diz o site da empresa.

Estima-se que, em 2050, o mundo produzirá 33 bilhões de toneladas de plástico. O material demora 400 anos para se decompor.

Fonte: Portal F11

06 jan

Nossa Casa

por nossacasa

Natal Nossa Casa

O Ano Novo chegou e a Nossa Casa fez questão de encerrar com chave de ouro. 

Preparamos um delicioso almoço de Natal e Ano Novo para que os familiares pudessem comemorar estas datas tão especiais com quem se ama. 

Desde a decoração até a saborosa refeição, tudo preparado com o maior carinho e amor. Veja as fotos abaixo. 

É isso que move a Nossa Casa. 

2020 está só começando, ainda vem muita coisa boa por ai. 

É tempo de renovar nossas esperanças, de colocar na listinha de pedidos os melhores pensamentos, sentimentos e realizações.

Feliz 2020! 

Casal de idosos

Você já deixou de viajar por falta de disposição? Caso sua resposta seja “sim”, esse casal de idosos holandeses pode te encorajar a sair da zona de conforto: Christina e Willem Beekenkamp viajam pelo mundo há 60 anos, desde que se conheceram.

Tudo começou em 1958, quando Christina e Willem se conheceram na  Holanda  e costumavam viajar em um pequeno barco emprestado do pai dela, até se casarem e comprarem o próprio barco.

Vieram os filhos, e o casal não deixou sua paixão pela estrada de lado. Viajaram pela  Europa  com as crianças e foram comprando barcos para eles e para os filhos, que herdaram a paixão pelo mar e pelas grandes jornadas.

Casal de idosos

O casal chegou a construir veículos onde acampavam e dessa forma conheceram boa parte do mundo, carregando na bagagem apenas o básico, como amor. Tanto um pelo outro, como pela Mãe Terra, como diz Christina.

Após uma longa expedição pela América do Norte e América Central, em 1995, eles tomaram a decisão mais radical até então: venderam a casa e hoje fazem do mundo seu lar. Os dois estão na flor da idade: ela está com 84 anos, ele, com 81.

Casal de idosos

Em 2010, concluíram uma meta pessoal: com a viagem para o Iraque, conheceram todos 194 países membros das Nações Unidas. Se a história de Christina e Willem não te inspirar a viajar mais vezes, nada mais irá.

Referência: Go Hurb.

Natal

Você sabia que quem faz a decoração de Natal mais cedo é mais feliz? É isso o que aponta uma pesquisa publicada no Journal of Environmental Psychology. Os pesquisadores Werner, Lewis e Brown estudaram a relação entre antecipar a montagem da decoração de Natal e a felicidade, mais especificamente a sociabilidade. Conheça melhor o estudo.

O que diz a pesquisa

Os pesquisadores buscaram associar a receptividade dos moradores das casas decoradas com a percepção das outras pessoas. Isso levou a um resultado sobre a abertura ou não do morador para novas amizades ou manutenção das já existentes.

Foi realizado o seguinte experimento:

  1. Os pesquisadores tiraram fotos de fachadas de casas – decoradas ou não – e fizeram testes com os moradores, a fim de averiguar sua receptividade aos outros vizinhos;
  2. Em seguida, mostraram essa fotos para estranhos e pediram para que dissessem se era uma família mais receptiva, disponível para amizades ou não;
  3. Depois relacionavam com o resultado dos testes realizados previamente.

O que eles descobriram é que a grande maioria acertou o perfil da família, de acordo com a frente da casa. Quem faz a decoração de Natal mais cedo é mais feliz porque as moradias estavam relacionadas a pessoas mais abertas e receptivas. Já as menos decoradas, o contrário.

Dessa forma, os pesquisadores concluíram, com base em seus testes e pesquisa bibliográfica, que por ter uma maior abertura e interação, as pessoas das casas mais bem decoradas eram mais felizes. Só que essa não é a única vantagem. Veja outras bastante interessantes também.

Outras vantagens de arrumar a decoração de Natal mais cedo

  1. Alivia o estresse

A decoração natalina pode te ajudar a relaxar mais, dada a leveza e alegria a qual ela remete. Chegar em casa, após uma jornada de trabalho, e ver tudo com aquelas cores e luzes especiais, faz com que o organismo libere o hormônio da felicidade.

Para quem fica mais tempo em casa, essa sensação de estar perto das festas também ajuda a relaxar mais.

  1. Abre portas

As luzes e enfeites natalinos literalmente abrem portas. Quem faz a decoração de Natal mais cedo é mais feliz e, como foi dito no estudo, a casa decorada passa a impressão de acolhimento e receptividade.

Isso faz com que ainda mais pessoas queridas e novas amizades procurem fazer uma visitinha. Quem sabe elas vêm com biscoitos e leite?

  1. Nostalgia

Lembrar do passado pode te levar para dentro de você. Reconectar-se com bons e não tão bons momentos vividos no passado pode trazer à tona alguns gatilhos perdidos. Repensar e trabalhar com maturidade o que passou, ajuda a amadurecer e encontrar o equilíbrio, através de um novo olhar – mais maduro – sobre o passado.

Relembrar as comilanças, a família reunida, as tradições, expectativas… Isso faz muito bem, sejam boas lembranças ou momentos para reflexão.

  1. Reencontro com a criança dentro de você

É impossível lembrar do Natal sem lembrar da infância. Aquela época mágica quando você ia dormir cedo para esperar o Papai Noel. Seria tão bom ainda acreditar nele, não é mesmo? Às vezes a vida precisa de um pouco de magia para ficar ainda mais interessante.

Decorar a casa mais cedo faz com que sua criança interior fique ativa por mais tempo, te ajudando a ter mais criatividade, dinamismo e capacidade de contemplação do belo, nos pequenos detalhes.

  1. Escape da rotina

Durante dois meses inteiros a sua casa estará diferente, linda, perfumada e iluminada! Esse escape da rotina é muito saudável e até necessário. Sair da zona comum faz com que sua mente se torne mais ativa, buscando coisas novas, pensamentos diferentes e outros olhares sobre a mesma realidade.

Referência: Leia Notícias.

09 dez

Nossa Casa

por nossacasa

Bazar

Como sempre, o Bazar Beneficente da Nossa Casa foi de arrasar.

Muita alegria, muita animação, muita coisa legal!

No artesanato, as lindas e famosas peças produzidas pelas nossas hóspedes nas aulas de artes.  

 

Muitos amigos e familiares estavam presentes, tanto na unidade Moema quanto na Vila Mariana, e já garantiram seus presentes de Natal.

Dessa vez, a entidade assistida foi a Associação Cruz Verde (Referência em Paralisia Cerebral). 

Recebemos bastante doações como fraldas infantis, pasta de dente, escovas de dente e outros utensílios de higiene pessoal. Ajude você também. 

É muito bom poder somar alegria, boa ação e amor ao próximo.

Agora é reta final de 2019.

Boas festas! 

Idoso faz Enem

Obstinação e continuação são sinônimos da palavra persistência. Características essas que definem João Isaac. Aos 64 anos, ele enfrentou pela quinta vez o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), em Porto Velho.

O sonho de se tornar engenheiro civil não sai dos planos de Isaac. Mecânico de formação e com mais de 30 anos de experiência, ele diz que é uma questão de tempo para realizar o desejo de sentar em uma cadeira de faculdade. “Eu não desisto porque tenho certeza que a minha hora vai chegar. Eu não tenho pressa, o que tenho é certeza que vou realizar o meu sonho”, declara.

O desejo do idoso de cursar engenharia civil surgiu enquanto o filho, Clebson Vasconcelos, se formava em arquitetura.

“A paixão dele me envolveu ao ponto de despertar em mim o desejo de me formar e, quem sabe um dia, poder trabalhar ao lado dele em um projeto”, revela.

Rotina de estudo

Acordar às 5h, preparar o café e começar a estudar era a rotina do idoso há meses. Ele conta que usa a tecnologia a favor dele na hora dos estudos.

“Com a internet tudo ficou mais prático. Consigo fazer vários testes que simulam as provas do Enem, também faço pesquisas de forma objetiva e busco estar atualizado”, conta.

Em outubro, o idoso esteve no Aulão na Rede, realizado pela Rede Amazônica, para reforçar o conteúdo da prova. “Ações assim, que contam com professores comentando e dando dicas para o Enem, ajudam a fixar o conteúdo”, comenta.

Fonte: G1.