Unidade Vila Mariana (11) 2275-2516/2276-2835

Unidade Moema (11) 2738-1700/2738-1900

Blog

01 jan

Bem vindo, 2021!

por nossacasa

O ano par que foi ímpar, marcado por diversas mudanças, perdas, proibições, distanciamento e muito medo, finalmente foi embora. 2021 chegou!

Infelizmente, isso não quer dizer que tenha levado consigo o vírus. Pelo contrário, a pandemia continua e ainda é preciso cuidado e fazer a nossa parte.

O ano novo que chegou pode nos ajudar a alimentar as esperanças sobre a cura; com a chegada da vacina, uma nova chance, uma nova consciência, um novo ciclo.

A principal reflexão é: se você está lendo esse artigo, significa que bravamente passou por tudo isso. Sobreviveu a todas as adversidades, acordou no dia de hoje, acordou num novo ano.

Então, a partir de agora, é transformar toda a dor em aprendizado, reclamar menos e aproveitar mais todas as oportunidades de ser feliz.

2021

Aos poucos, as coisas vão melhorar, e assim que for dada a largada para o normal que tanto esperamos, usaremos toda a sabedoria para viver e aproveitar os momentos como se fossem únicos. E são.

Siga em frente com seus planos e sonhos, aquela viagem ainda vai acontecer, aquele emprego ainda vai chegar, aquela casa ainda será sua, a faculdade…

2020 foi o ano que não valeu, mas 2021 será o ano que vai valer a pena.

Talvez sem muito dinheiro no bolso, mas com saúde para dar e vender!

Leia mais: Você é capaz de se adaptar!

Maíla C. D’addìo | Formada em Rádio e Televisão pela Universidade FMU
Radialista DRT 0034310/SP

22 dez

Só um pouco mais de paciência… 2020 está chegando ao fim, e o que mais ouvimos foi: “que ano, hein?”

O ano que irá para os livros de história, ficará marcado pra sempre como o ano do Coronavírus.

Experimentamos despedidas, encontros distantes, um Natal diferente, sem a presença da família reunida como de costume em todos os anos, possivelmente uma virada de ano mais silenciosa, pois não há ainda motivo suficiente para se comemorar.

Estamos todos na contagem regressiva para que acabe logo, que 2021 traga esperança de tempos melhores, mas sabemos que tempos melhores só acontecem com pessoas melhores.

Apesar de toda tristeza, angústia e sofrimento que o ano velho nos trouxe, podemos transformar tudo isso em combustível para de fato fazer a diferença no ano que vai nascer.

Que tal começar acreditando nisso?

Ano novo

Para um bom ano novo…

Em vez de “Adeus ano velho”, diga: o pior já passou;
Em vez de “Feliz Ano Novo”, diga: mudanças virão;
Em vez de “Que tudo se realize no ano que vai nascer”, diga: estou atento e aberto às oportunidades;
Em vez de “Muito dinheiro no bolso”, diga: que não falte nada em minha casa nem ao meu próximo;
E em vez de “Saúde pra dar e vender”, diga: gratidão por este bem maior.

Leia mais: Você já sabe os seus desejos para 2021?

Maíla C. D’addìo | Formada em Rádio e Televisão pela Universidade FMU
Radialista DRT 0034310/SP

Como você vai contar sobre a experiência da pandemia aos seus netos? Já refletiu sobre isso? Quando tudo passar, como serão as lembranças desse momento difícil? Sabemos que os mais velhos são donos de ricas histórias, protagonistas de grandes momentos – alguns dolorosos, outros felizes, mas, na grande maioria, momentos vitoriosos.

E então, qual será a versão da história que você passará aos seus filhos, netos ou bisnetos?

Pandemia: como você vai contar aos netos?

É fato que ainda vivemos momentos de perdas irreparáveis, mudanças inesperadas, distanciamento das pessoas que gostamos e que ainda não acabou, mas cabe a nós entender as entrelinhas de tudo, aprender ao máximo com a situação e passar essa experiência doida como uma lição de vida.

Selecionamos alguns bons exemplos…

O que a pandemia nos ensinou?

1. Aprendemos a valorizar as coisas simples, como um pôr do sol pela janela;
2. Nos tornamos pessoas menos gananciosas, pois entendemos que o dinheiro não compra saúde e muito menos negocia a hora de ficar ou partir;
3. Aprendemos a sorrir com os olhos e a nos comunicarmos melhor com o uso das máscaras;
4. Praticamos mais a paciência no convívio intenso com as pessoas da mesma casa;
5. Aprendemos a nos reinventar financeiramente;
6. E, por fim, descobrimos o verdadeiro valor de um abraço.

Leia mais: Como manter sua saúde mental

Maíla C. D’addìo | Formada em Rádio e Televisão pela Universidade FMU
Radialista DRT 0034310/SP

02 dez

Saudade é uma palavra bem usada ultimamente para expressar a falta que estamos sentindo dos amigos e família. Já enfrentamos um rigoroso afastamento das coisas que gostamos, da rotina, pode-se dizer até que em um determinado momento da pandemia pudemos sentir saudade do trânsito doido de São Paulo. Pode? Pode.

A saudade às vezes pode doer, pode trazer arrependimento, mas é importante acreditar que ela também pode ser uma válvula propulsora para fazer a diferença!

Leia mais: Seja uma boa lembrança na vida de alguém!

Saudade

Como a saudade pode nos ajudar?

Assim: a saudade pode ser um sentimento que alimenta a esperança de dias melhores, de um mundo melhor com pessoas melhores. Nos motiva a buscar outros caminhos, outras maneiras de concretizar planos, resgatar algo ou até mesmo não deixar pra depois o que estamos com vontade de fazer.

Pensar na saudade por esse aspecto com certeza nos abre uma infinidade de possibilidades e novos significados para a nossa existência.

E do que você vai matar a saudade quando tudo estiver no seu normal? O que ela vai te motivar a fazer a diferença? O que você deixou pra depois e que está sentindo falta agora?

Quando tudo passar, vai, sai correndo e mata essa saudade que esmaga o peito! Realize, concretize e resolva!

Maíla C. D’addìo | Formada em Rádio e Televisão pela Universidade FMU
Radialista DRT 0034310/SP