Unidade Vila Mariana (11) 2275-2516/2276-2835

Unidade Moema (11) 2738-1700/2738-1900

Blog

26 jun

Quem tem medo de Casa de Repouso?
Vamos fazer uma breve reflexão sobre um assunto que infelizmente ainda causa arrepios em algumas pessoas.
Quase podemos ouvir chapeuzinho vermelho cantarolando…quem tem medo do lobo mau, lobo mau…
Mas pensa comigo, se a vovozinha estivesse protegida em uma Casa de Repouso, com certeza, o lobo não a teria encontrado, o que reduziria a zero a sua chance de virar janta!  

Será que podemos dizer então que esse é um dos ensinamentos do famoso conto?
Pode ser, mas a pergunta que não quer calar ainda é:
Qual o medo de uma Casa de Repouso?
Maus tratos, abandono, solidão, tristeza?
E se eu te disser que maus tratos, abandono, solidão e tristeza podem existir dentro de um lar comum? Infelizmente isso acontece com mais frequência do que podemos imaginar.
Casas de Repouso, ao contrário do que algumas pessoas pensam, são locais especializados em oferecer carinho, atenção, atividades e todo o cuidado que uma pessoa na terceira idade necessita e que muitas vezes o familiar não consegue proporcionar por conta da correria do dia a dia.
Optar por uma Casa de Repouso é uma atitude de amor.
Faça uma boa pesquisa, conheça o local pessoalmente e imagine como seria viver lá.   
Afinal, todos nós desejamos o final feliz para nossa história!

Maíla C. D’addìo – Formada em Rádio e Televisão pela Universidade FMU

Radialista DRT 0034310/SP

O que vem na sua cabeça ao ouvir a seguinte frase: “A mamãe precisa ir para uma Casa de Repouso” ?
Mais do que uma pergunta, o artigo de hoje quer propor uma reflexão sobre a decisão acima.

Primeiro, respeite seu sentimento e deixe fluir com sinceridade a primeira coisa que vem à sua mente. Agora, vamos analisar as necessidades da mamãe.
Mamãe está se sentindo só!
Com a correria do dia a dia, a frequência das visitas dos filhos diminui;

Mamãe emagreceu, você reparou?
Com o avanço da idade, o apetite diminui, o paladar fica diferente e isso influencia diretamente na alimentação;

Ela passa muito tempo sentada e se queixa de dor ao levantar.
O corpo sem atividade tende a atrofiar e na terceira idade isso ocorre mais rapidamente;

Ela não lembra onde colocou os óculos nem se tomou o remédio hoje.
A falta de estímulo da memória pode permitir o surgimento de confusões mentais, demência e até mesmo Alzheimer.

E agora, a frase lá do início faz outro sentido pra você?

Na maioria dos casos, tomar essa decisão é na realidade se preocupar com a qualidade de vida da mamãe, titia, irmã ou prima. É zelar pela saúde e bem estar, afinal, em uma Casa de Repouso a mamãe fará novas amizades, as refeições serão diferenciadas e participará de atividades para o corpo e mente.
Quem ama cuida.

Maíla C. D’addìo – Formada em Rádio e Televisão pela Universidade FMU
Radialista DRT 0034310/SP

Mãe.

Já reparou como essa palavra tão pequena carrega um enorme significado?

Mãe é muito mais do que gerar. Mãe é cuidar, criar, encontrar, ensinar, corrigir, consolar, afinal, existem vários tipos de mães.

A mãe que gera: no momento em que se sabe que vai ser mãe, uma transformação acontece, como a mudança do corpo, do comportamento e das emoções; 

A mãe que adota: não é porque o filho não foi gerado em seu ventre que o amor perde a força ou o significado. Mãe é mãe! Mãe que escolhe ou é escolhida pelo filho desenvolve o mesmo dom do amor. Ama e cuida como se fosse seu desde sempre;

Mãe de pet: mãe e gato, mãe de cachorro também é mãe! Os animais são capazes de ensinar sobre o amor puro, genuíno e verdadeiro que muito se assemelha ao amor materno;

Mãe por adesão: aquela pessoa que por opção ou por não poder, não tem filhos mas é dona de um amor maternal para com todos a sua volta. Aquela amiga do abraço confortável que acalma e que todos chamam de mãezona;

E por último, mas não menos importante, a mãe da mãe: aquela que é mãe duas vezes. A doce avó! Existem muitas avós que fazem muito bem o papel de mãe.

Resumindo, mãe é dona de um amor tão grande que é capaz de viver com o coração batendo fora do corpo. 

Maíla C. D’addìo – Formada em Rádio e Televisão pela Universidade FMU
Radialista DRT 0034310/SP

Quantas vezes ficamos imaginando como seria a nossa vida se morássemos em determinada casa, se tivéssemos aquele carro, uma outra profissão, se tivéssemos isso, aquilo… Pois bem! Querer é poder!

Se você pensar que pode, pronto, você já pode. Claro que não basta só pensar e esperar, é preciso agir, sair do lugar, da famosa zona de conforto. Se você se enxergou lá, significa que lá pode ser seu lugar.

O primeiro passo é cuidar da saúde: Afinal, sem saúde não somos nada e pudemos perceber isso na Pandemia. Você pode ter o dinheiro que for, ele não compra a sua saúde. Você precisa ser adepto à prevenção;

Aprender coisas novas: já dizia Albert Einstein “A mente que se abre a uma nova ideia, jamais voltará ao seu tamanho original”. Saiba mais sobre mais coisas. Conseguir se virar de diversas formas tem seu lado positivo e também foi possível comprovar isso nos últimos tempos. Você reparou quanta gente teve que se reinventar? É sobre isso;

Se joga no novo: deu medo? Vai com medo mesmo. Lembra da zona de conforto? Saia dela. Se não estiver disposto a mudar, não reclame por sua vida continuar igual;

Sonhe alto: Sonhar não custa nada, mas na hora de planejar, não esqueça de ser realista. Evite frustrações.

E aí, com mais coragem para dar o próximo passo?
Você já pode! 

 

Maíla C. D’addìo – Formada em Rádio e Televisão pela Universidade FMU
Radialista DRT 0034310/SP

Você sabe o momento certo de se repensar sobre a moradia de um idoso?

Infelizmente, por não querer enxergar que a velhice chegou na família, essa é uma decisão que se é tomada um pouco tarde demais. Quando vê, a vovó já não lembra do remédio e nem mais o nome, a mamãe já não consegue comer sozinha e precisa de fraldas. Essa é uma realidade para muitas pessoas.

É importante lembrar que a velhice é apenas mais uma das fases da vida, é preciso encará-la de forma natural, aprender sobre ela e entender que estimular e motivar a terceira idade poder ser muito positivo para tornar mais leve o processo de envelhecimento.

Observar alguns sinais pode ajudar e muito na tomada de decisão sobre a moradia do idoso.

– Redução da mobilidade: os movimentos ficam mais lentos, o caminhar tem menos rapidez, o sentar e levantar passam a precisar de um auxílio;
– Mudanças na higiene pessoal: o cabelo mal lavado, as unhas grandes ou mal cortadas com mais frequência;
– Dependência para a realização de tarefas simples: levar o prato até a cozinha ou colocar uma blusa de frio pode parecer mais difícil;
– Necessidade de companhia: o idoso tende a se isolar, o que contribui e muito para quadros de depressão;
– Medicação no horário certo: caixinhas com dias da semana ou tabelas anotadas na geladeira já não são tão eficazes.

O momento é agora!
 

Maíla C. D’addìo – Formada em Rádio e Televisão pela Universidade FMU
Radialista DRT 0034310/SP

Você sabe qual a importância de uma Casa de Repouso ou Centro de Longa Permanência? 

Primeiro é preciso se despir de qualquer preconceito e ignorar completamente o termo usado pelas más línguas “depósito de idoso”. Pelo contrário! 

Casa de Repouso ou Centro de Longa Permanência, é um local pronto a atender a terceira idade, que às vezes chega por conta própria, em busca de qualidade nesta fase da vida. E essa qualidade vai além dos cuidados básicos e com a alimentação, por exemplo.

Nesta faixa etária é plenamente possível aprender coisas novas, fazer amizades, participar de atividades e ter uma vida social.

Infelizmente o idoso tende a se isolar ao começar a notar pequenas dificuldades no dia a dia. Os limites devem sim ser respeitados, mas nosso corpo pode sempre aprender e melhorar. Tudo vai depender do estímulo recebido.

Esses lugares oferecem tranquilidade às famílias, que por conta da correria da rotina, não conseguem estar por perto como gostariam e se culpam por isso.
É uma excelente sugestão de nova moradia tornando mais fácil e frequente a visita aos avós, pais, tios e etc. 

Entendeu sobre a importância de uma Casa de Repouso ou Centro de Longa Permanência?!

Maíla C. D’addìo – Formada em Rádio e Televisão pela Universidade FMU
Radialista DRT 0034310/SP

A Nossa Casa está tomando todas as medidas protetivas contra o novo Coronavírus

As visitas foram suspensas até segunda ordem, toda equipe faz uso de máscaras, luvas e aventais descartáveis. 

Caso algum fornecedor precise adentrar a Casa, automaticamente é paramentado para a segurança do ambiente e equipe. 

Na alimentação, seguimos com dieta rica em vitaminas, visando fortalecer a imunidade das nossas hóspedes. Sem contar na intensificação de hidratação das mesmas. 

Toda a equipe está atenta e preparada para possamos passar por este delicado momento sem sofrer qualquer impacto.

#juntosomosmaisfortes

O Carnaval é uma das festas mais populares do Brasil e a Nossa Casa não ficou de fora!

Como diz a marchinha de Carnaval da Nossa Casa: “A Nossa Casa, é diferente, é bem pra frente, não tem pra quem! Aqui tem farra, tem diversão. Tristeza? Aqui não existe não”.  

Nossas meninas e alguns familiares sambaram, cantaram a marchinha da Nossa Casa, vestiram fantasias, posaram para fotos e curtiram muuuito com a convidada especial,“Clô Beleza”.

A bagunça boa foi pra calçada e chamou a atenção de quem passava por lá.

Foi sensacional!

Veja as fotos: 

Carnaval Nossa Casa 2020 - 01

 

02 fev

Nossa Casa

por nossacasa

Chega de Férias!

Na Nossa Casa as atividades já começaram a todo vapor! Sabe onde nossas meninas foram se divertir?
No cinema! É isso mesmo. Nossas hóspedes foram assistir “Minha Mãe é uma Peça 3”.

Foi uma tarde muito deliciosa, com direito a um delicioso lanche e muita risada.

Veja algumas fotos.

Cinema Nossa Casa

As meninas a caminho do cinema

Momentos antes do filme começar

Lanchinho pós filme

Elas amaram e já esperam pelo próximo passeio.

Obs: todas as atividades externas têm o consentimento e aprovação dos familiares. Sem contar que eles são super bem-vindos, sempre que queiram estar presente.

25 nov

Nossa Casa

por nossacasa

Nova Ala

A Nossa Casa está crescendo!

No dia 07 de Novembro a Nossa Casa – unidade Moema inaugurou a nova ala.

Com muito bom gosto a nova ala é composta por 13 suítes individuais e duplas. 

Cada suíte leva a foto de uma estrela de cinema na porta. Um verdadeiro charme.

Foi uma linda comemoração junto às hóspedes, familiares e amigos além da presença pra lá de especial do querido Ronnie Von.

Ele falou com todas as nossas meninas e fez questão de cortar o laço vermelho.

Foi realmente incrível!

Não temos dúvida que será mais um lugar cheio de amor e alegria.

Passa aqui para conhecer!