Unidade Vila Mariana (11) 2275-2516/2276-2835

Unidade Moema (11) 2738-1700/2738-1900

Blog

 

Visita da Guarda Civil Municipal de São Caetano

E dessa vez, quem visitou a Nossa Casa foi a Guarda Civil Municipal de São Caetano do Sul.

O Grupo de Teatro de Fantoches da GCM (Guarda Civil Municipal) de São Caetano do Sul tem levado a peça ‘Xô, Dengue!’ a várias escolas e organizações.

Com enredo lúdico e animado, a GCM ensina, por meio de bonecos que conquistam a atenção dos espectadores, que o descarte do lixo em lugares irregulares pode trazer sérias consequências à saúde, como atrair o mosquito Aedes aegypti, agente transmissor da dengue.

Criado em 2003, o Teatro de Fantoches da GCM de São Caetano já se apresentou a milhares de crianças e adultos da cidade e de outros municípios. Com a finalidade de promover a paz e o bem-estar social, aborda temas como educação ambiental, bullying, comportamento no trânsito e segurança.

As nossas meninas aprenderam direitinho a lição e até “exterminaram” um mosquitão com bomba flitz! Haha! Foi muito divertido!

Fica aqui nosso enorme agradecimento a todos os envolvidos. Voltem sempre, pessoal!

Veja mais fotos na nossa página do facebook:   facebook.com/nossacasaresidencial

Novembro Azul – o que significa a campanha nacional?

Novembro está chegando e é hora de relembrarmos uma das campanhas mundiais mais importantes do ano. O Novembro Azul 2017 é uma forma de despertar a consciência coletiva sobre a importância de prevenir o câncer de próstata e outras doenças masculinas e alertar que o diagnóstico precoce é a melhor forma de garantir um tratamento com melhores resultados.

Você já ouviu falar sobre o Novembro Azul e conhece seu significado? Sabe como fazer parte da campanha e quais ações podem fortalecer o combate à doença? Continue a leitura e conheça tudo sobre o Novembro Azul 2017.

Novembro Azul 2017 | Qual o motivo?

O câncer de próstata é o segundo que mais atinge a população de homens no Brasil, ficando atrás apenas do câncer de pele não-melanoma. Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), em 2016 foram mais de 60 mil casos no país, com mais de 13 mil mortes.

Acredita-se que um a cada seis homens será acometido pela doença ao longo da vida. O mais comum é que ela se apresente naqueles com mais de 50 anos de idade, sendo raro em quem ainda não chegou aos 40. Ele é o terceiro tipo de câncer que mais mata homens ao redor do mundo – atrás de câncer de pulmão e câncer colorretal – e é fatal em um a cada 39 casos.

Entre os sintomas do câncer de próstata estão dificuldade para urinar, insuficiência renal, diminuição no jato da urina e dores ósseas, entre outros. Entretanto, eles só aparecem quando a doença está em fase avançada, por isso a importância de fazer exames de prevenção, que vão diagnosticar o problema ainda no início, facilitando o tratamento.

Muitos homens ainda têm resistência aos exames de prevenção. O câncer de próstata só é identificado por meio de exame de toque, e mesmo aqueles que já estão em idades mais avançadas e com maior risco de serem acometidos pela doença, adiam a ida ao médico o quanto podem.

Nesse sentido, o Novembro Azul 2017 é bastante relevante: a campanha aborda justamente o quanto o diagnóstico precoce é crucial para um tratamento mais acertado, além de propor um diálogo aberto com homens para mitigar preconceitos e afastar o receio masculino que espanta pacientes dos consultórios.

O que é o Novembro Azul?

As campanhas de conscientização começaram há quase 20 anos. No exterior, o Novembro Azul é chamado de Movember, uma mistura de moustache (bigode) e November (novembro), palavras em inglês. Tudo teve início em 1999, em um pub australiano, quando um grupo de amigos decidiu deixar o bigode crescer em alusão à conscientização da saúde masculina.

À época também foi realizada a arrecadação de fundos para instituições de caridade. A campanha teve resultados positivos e logo todo o país aderiu. Homens deixavam seus bigodes crescerem e as mulheres usavam a cor azul e até mesmo bigodes falsos como forma de apoiar a causa.

Depois disso, 17 de novembro foi escolhido como o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata e o mês se tornou um marco nas campanhas de prevenção. A Movember Foudations Charity, criada em 2004, também veio como uma forma de abordar o assunto de maneira natural.

No Brasil, a campanha chegou com o nome de Novembro Azul, trazida pelo Instituto Lado a Lado pela Vida em parceria com a Sociedade Brasileira de Urologia. Com o apoio de celebridades e empresas, são realizados eventos e ações de conscientização, como mutirão de exames e compartilhamento em massa de informações sobre a doença. Vários pontos turísticos são iluminados com a cor que representa a campanha, que hoje já faz parte do calendário nacional de prevenções.

 

Fonte: https://blog.risu.com.br

30 out

Os 10 mandamentos da 3ª idade

por Maila Campozana

Os 10 mandamentos da 3ª idade

1º – Não se aposente da vida para se tornar a praga da Família. A vida é atividade e o verdadeiro elixir da eterna juventude é o dinamismo. Não despreze as ocupações enquanto tiver energia para as lutas cotidianas.

2º – Seja independente e preserve a sua liberdade mesmo que seja dentro de um quartinho.Quem renuncia ao próprio lar, obriga-se a andar na ponta dos pés para evitar atritos com noras, genros, netos e outros parentes.

3º – Mantenha o governo da sua própria bolsa. Ajude os seus filhos financeiramente, na medida das suas posses; reserve uma parte para emergências e lembre-se que um filho ambicioso pode ser mais temível que um inimigo.

4º – Cultive a arte da amizade como se fosse uma planta rara, cercando os familiares de cuidados, como se fossem flores. Se a sua memória estiver falhando, anote numa agenda sentimental as datas mais importantes das suas vidas e compartilhe com eles a alegria de estar presente.

5º – Cuide da sua aparência e seja o mais atraente possível. Não seja um daqueles velhos relaxados, que exibem caspa na gola do paletó e manchas de gordura na roupa que revelam o cardápio da semana. Nunca despreze o uso de água e sabão.

6º – Seja cordial com os seus vizinhos. Evite implicar-se com o latido do cachorro, o miado do gato, o lixo fedorento na calçada ou o volume do rádio. Um bom vizinho é sempre um tesouro, especialmente se os parentes morarem distantes.

7º – Cuidado com o nariz e não se intrometa na vida dos filhos adultos. Eles são seres com cérebro, coração, vontade e contam com muitos anos para cometerem os seus próprios erros.

8º – Fuja do vício mais comum da velhice, que é a “presunção”. A longa vida pode não lhe ter trazido sabedoria. Há muitos que chegam ao fim da jornada tão ignorantes como no início dela. Deixe que a “humildade” seja a sua marca mais forte.

9º – Os cabelos brancos não lhe dão o privilégio de ser ranzinza e inconveniente. Lembre-se que toda paciência tem limite e que não há nada mais desagradável do que alguém desejar a sua morte.

10º – Não seja repetitivo, contando a mesma história três, quatro, cinco vezes. Quem olha só para o passado, tropeça no presente e não vê a passagem para o futuro.

 

Fonte: https://www.aterceiraidade.net

24 out

Tarde Árabe na Nossa Casa

por Maila Campozana

Tarde Árabe na Nossa Casa

Você sabe o que significa a Dança do Ventre?

A mais aceita das respostas diz que a Dança do Ventre surgiu no Antigo Egito, em rituais, cultos religiosos, onde as mulheres dançavam em reverência a deusas.

Com movimentos ondulatórios e batidos de quadril, as mulheres reverenciavam a fertilidade, celebravam a vida.

Então, foi isso que fizemos nesta deliciosa tarde, celebramos e brindamos a vida com boa música, boa comida e muita animação junto às dançarinas alunas de dança do ventre do Esporte Clube Sírio e a apresentação da nossa divertidíssima Marcia Campozana. Rsrs.

Foi realmente incrível.

Nossas meninas e equipe se divertiram muito. Muito!

Qual será o próximo evento? Vamos aguardar.

Veja mais fotos na nossa página do facebook:   facebook.com/nossacasaresidencial

Osteoporose: Conheça e saiba como prevenir a doença

A osteoporose é uma doença que causa o enfraquecimento dos ossos, por meio da perda progressiva e assintomática da massa óssea. Sua incidência está relacionada diretamente com fraturas nas pernas, braços, coluna e até mesmo pescoço. É uma condição médica perigosa que pode, inclusive, diminuir a qualidade de vida ou até mesmo a locomoção do indivíduo, principalmente nos casos de idosos. No dia 20 de outubro, comemora-se o Dia Mundial da Osteoporose, com o intuito de conscientizar a população sobre a importância da prevenção da doença.  O Dr. Márcio Elias, médico de Neo Química, esclarece as principais dúvidas sobre o tema:

O que é a osteoporose?

É uma doença que causa a perda progressiva da massa óssea de forma degenerativa. As pessoas com osteoporose vão perdendo a capacidade de renovação das células dos ossos, o que as torna frágeis e suscetíveis à lesões. A osteoporose é uma doença que não tem sintomas evidentes, durante sua progressão, por isso, costuma ser diagnosticada em fase avançada ou após fraturas e quedas.

Qual o perfil de maior incidência da osteoporose?

A osteoporose possui maior incidência em mulheres idosas. Após o diagnóstico, deve-se realizar o acompanhamento médico, que poderá orientar a prática de exercícios físicos e prescrever a suplementação de cálcio e vitamina D.

Por que ela acontece?

Sua ocorrência está ligada a fatores genéticos, perda da capacidade de absorção de cálcio pelo organismo e pela falta de vitamina D.

Como posso prevenir a doença?

Normalmente doenças com fatores genéticos podem ser adiadas por meio de uma vida saudável e ativa. Recomenda-se a exposição moderada ao sol, a ingestão adequada de cálcio e a prática de exercícios físicos de maneira regular, sempre orientados pelo médico.

A doença tem cura?

A cura da osteoporose ainda é desconhecida, porém com acompanhamento médico frequente, pode-se evitar sua progressão e adiar os riscos de fraturas, perda de locomoção ou qualidade de vida.

Por que o dia 20 de outubro é tão importante?

O dia 20 de outubro é uma data em que a doença é lembrada mundialmente. Sua importância se dá por meio de discussões sobre o tema que geram conscientização por parte da população sobre a importância de prevenir ou diagnosticar de forma precoce a doença. É muito importante consultar um médico para a realização de exames periódicos.

 

Fonte: http://www.tribunahoje.com

População do Japão atinge cifra recorde de 67 mil centenários

Tóquio – O número de idosos centenários no Japão aumentou até a cifra recorde de 67.782, 2.132 a mais que no ano anterior, revelou um relatório publicado nesta sexta-feira pelo Ministério de Saúde, Trabalho e Conforto do país.

Do total de pessoas com 100 ou mais anos no país asiático, 88% são mulheres, 59.627, frente aos 8.197 homens, segundo os dados contabilizadas no dia 1º de setembro pelo governo japonês por ocasião da comemoração do Dia do Respeito aos Idosos, feriado nacional que se festeja na terceira segunda-feira de setembro.

O volume de centenários aumentou de forma contínua desde 1971 e o ministério prevê que esta tendência continue, principalmente pelos avanços em matéria de tratamentos médicos e pela conscientização sobre a saúde.

Nabi Tajima, originária da pequena ilha de Kikai – pertencente às ilhas Amami, no sudoeste do arquipélago – e nascida em agosto de 1900, é com 117 anos a mulher mais idosa de Japão.

Masazo Nonaka, nascido em julho de 1905 em Ashono (ilha setentrional de Hokkaido), é com 112 anos o japonês mais longevo.

Além disso, outras 32.297 pessoas completarão 100 anos em 2017, 350 a mais que no ano passado.

Quando as autoridades japonesas começaram a recopilar estes dados em 1963 o número de centenários chegava a 153, cifra que 35 anos depois, em 1998, superaria pela primeira vez os 10.000.

Em 2007, 2012 e 2015 o total superou 30.000, 50.000 e 60.000, respectivamente.

 

Fonte: https://exame.abril.com.br

18 out

Tarde gastronômica na Nossa Casa.

Dentre as diversas atividades da Nossa Casa, uma nova experiência surgiu: Tarde Gastronômica!

As nossas meninas arregaçaram as mangas, literalmente botaram a mão na massa e fizeram as mais divinas empadas! Humm!

Simplesmente deliciosas e aprovadíssimas por toda equipe, as nossas hóspedes gostaram da nova atividade e já esperam pela próxima receita. E nós também, hehe.

A primeira tentativa de tarde gastronômica da Nossa Casa resultou em saborosos biscoitos doces.

Quem é que não gosta da comida da vovó, hein? Então, multiplique essa gostosura pelo amor de várias vovós juntas.

A equipe da Nossa Casa está de parabéns pela grande motivação, amor e incentivo que proporcionam às nossas hóspedes.

Veja mais fotos em facebook.com/nossacasaresidencial

“Pensar positivo” é o conselho geral para superar qualquer dificuldade. Mas, afinal, o que é ser positivo? “Uma pessoa positiva é aquela que é confiante na vida”, resume Maria Teresa Guimarães, life coaching. Mas há uma grande diferença entre ser positivo e ser idealista. As pessoas positivas são realistas. “O pensamento positivo saudável gera pensamentos e atitudes que vão refletir na vida. Por exemplo, para passar no vestibular, a pessoa se motiva para estudar”, comenta o terapeuta e instrutor de ioga Fabio Mocci Camargos.

Abaixo 15 dicas para você colocar em prática no dia a dia e se tonar uma pessoa positiva. Veja abaixo.

1. Ser positivo também é uma questão de escolha. Portanto, saiba que a iniciativa tem que vir de você. “As pessoas positivas são mais racionais”, diz o coach André Lado Cruz.

2. A atitude positiva pode ser treinada. Uma boa maneira de praticá-la é meditar diariamente, mesmo que por pouco tempo. A meditação consiste em observar os próprios pensamentos. “Se o pensamento não é o que você quer, finja que ele é uma nuvem e deixe-o passar”, diz Teresa Guimarães.

3. As pessoas positivas não são imediatistas. Elas conseguem analisar uma situação e enxergar adiante. Por isso, André Lado Cruz ensina que uma maneira de ser positivo é pensar a longo prazo. Lembre-se que o futuro é produzido no presente e o que não está tão bom agora pode se tornar melhor se cultivado com positividade. “Ter um objetivo faz com que o peso do caminho seja suportável”, completa.

4. Ver fotos de animais e coisas fofas pode ter um impacto benéfico maior do que você imagina. Uma pesquisa de 2012 desenvolvida pela Universidade de Leicester mostrou que olhar imagens de filhotes fofos aumenta a concentração, fazendo com que o desempenho em atividades cotidianas melhore. Com mais foco, é possível encontrar soluções racionais e lógicas para os problemas que aparecem.

5. A música traz muitos benefícios. Entre eles, a capacidade de liberar o estresse e cultivar o modo de expressão pessoal. Que tal aprender a assoviar aquela sua música favorita?

6. Ria e sorria! Pensar positivo é uma questão de treino. Para isso, tente sempre emanar positividade. Se parecer algo muito difícil, a coach Teresa sugere uma técnica. “Quando estiver se sentindo carregado, feche os olhos e abra um sorriso. Ou, então, mostre os dentes para o espelho. Percebeu que algo dentro de você ficou mais leve?”. Nós testamos e percebemos.

7. Avalie todos os lados de uma situação. Terminou com o parceiro ou brigou com a amiga? Talvez seja hora de rever quais pessoas são necessárias na sua vida. “A pessoa positiva tem uma atitude racional diante da vida. No fundo, como acredita que tudo é bom, ela foca no lado afirmativo das oportunidades que a vida oferece”, conta Teresa.

8. Cultive relacionamentos enriquecedores com pessoas edificantes. Também não tenha receio de cortar aquelas pessoas que fazem mal do seu convívio. “Somos estações receptoras e transmissoras. Têm pessoas que exalam coisas boas e nos fazem querer ficar perto. Por outro lado, tem gente que você mal senta perto e já quer sair. Cultivar a relação com quem nos faz bem é necessário para a saúde mental”, explica a life coach.

9. Desconectar-se um pouco dos problemas é importante para manter uma atitude positiva. Desligue o computador ou a televisão e vá dar uma volta no quarteirão, apreciando os sons ao redor. “É difícil ser positivo em um mundo em que somos bombardeados com informações negativas”, comenta Teresa.

10. Cuidado com o ambiente que você cria, tanto para seus amigos quanto para a sua família. O terapeuta Fábio Mocci explica que o ambiente influencia a maneira como a pessoa encara a vida, principalmente a forma de criação. “O contexto familiar em que você está envolvido pesa muito. Se a pessoa tem pais opressores, pode se tornar uma pessimista”. Por isso, perceba se seu pessimismo é “herdado” e livre-se dele. E procure sempre criar um ambiente harmonioso ao seu redor.

11. Diga ‘sim’ para novas oportunidades. Seja uma pessoa mais aberta aos acontecimentos não planejados. Muitas coisas boas podem vir de lugares que você nem esperava e mergulhar no desconhecido costuma expandir suas visões de mundo.

12. Não tome decisões em situações de emoção extrema, seja de raiva ou felicidade. Na euforia, muitas vezes dizemos coisas que podemos nos arrepender depois, o que acaba criando uma situação desconfortável para todos. Uma pessoa positiva é, antes de tudo, racional e consciente de suas próprias ações. Na dúvida, clareie a mente, respire fundo e conte até 10.

13. Preste atenção não só ao que você fala, mas em como fala. Uma técnica interessante é sempre se questionar a quem a informação trará benefício. “Não adianta querer ser positivo se ficar falando mal dos outros”, exemplifica André.

14. Gaste seu tempo com experiências em vez de bens. O aprendizado das vivências é significativo para o resto da vida. “Um dos benefícios é sentir-se bem. Cada pensamento e ação produz uma descarga bioquímica que faz as pessoas experimentarem sensações diferentes a cada nova experiência”, conta Teresa Guimarães.

15. Faça uma limpeza interna. Não guardar mágoas e perdoar falhas são maneiras de começar esse processo. “A ‘ecologia interna’ faz com que haja uma reciclagem dos pensamentos ruins, e os reelabora internamente para devolver para o ambiente de maneira mais suave, mais agradável e condizente com a nossa identidade”, diz a coach.

 

Fonte: http://delas.ig.com.br/comportamento

18 out

Mitos e verdades sobre a terceira idade

Não adianta negar, todo mundo vai envelhecer. O processo, que começa perto dos 30 anos com a queda da capacidade pulmonar e cardíaca máxima e com a diminuição na produção de colágeno, é inevitável. Saiba mais sobre os mitos e verdades que acontecem com o corpo quando você alcança a casa dos 60.

Quando ficamos velhos, ficamos mais esquecidos
Mito. “Quando falamos de envelhecimento, temos alterações em todos os sistemas orgânicos. Do ponto de vista neurológico, existem modificações sim, porém, nem sempre elas comprometem a função cerebral do indivíduo”, explica o geriatra e cardiologista Roberto Dischinger Miranda.  Algumas mudanças no estilo de vida fazem com que o idoso fique menos atento ou participativo. As pessoas mais jovens estão mais ligadas aos fatos que acontecem ao seu redor. À medida que a pessoa fica mais tranquila, tende a diminuir o poder de assimilação dos fatos. “A nossa memória está relacionada à atenção. Pelo próprio estilo de vida que levamos, implica em menor registro, menor foco de memória. Nem sempre lapsos de memória sinalizam doença”, explica o médico. Para evitar que eles apareçam, invista em atividades prazerosas para evitar que o cérebro fique acomodado. Aprender uma nova língua, um instrumento musical ou até mesmo usar o computador pode ser uma ótima maneira de estimular o funcionamento cerebral.

Quando ficamos mais velhos precisamos nos exercitar menos
Verdade. As alterações no organismo próprias do envelhecimento começam aos 30 anos e com elas vem a diminuição das capacidades pulmonar e cardíaca máximas. A repercussão dessas mudanças na vida cotidiana é pequena, porém, a queda de desempenho pode ser facilmente sentida durante os exercícios físicos. “Os exercícios devem ter uma intensidade diferente daquele praticado quando a pessoa era jovem. Mas, em qualquer idade, a atividade física é importante. E a performance ao se exercitar dependerá de cada um, é uma capacidade individual”, comenta o geriatra.

As dores são inevitáveis, principalmente as causadas pela artrite
Mito. Osteoartrose é uma das doenças mais comuns no envelhecimento e provoca dor. “Apesar das dores ocasionadas pela degeneração da cartilagem serem consideras comuns, não podemos considerá-las normais. O paciente deve ir ao médico para fazer um tratamento, fisioterapia e controlar o peso”, explica o médico.

O desejo sexual diminui com a idade
Verdade. Segundo Roberto Dischinger Miranda, o desejo sexual tende a diminuir com a idade, por ser próprio do envelhecimento humano. Nas mulheres, a menopausa faz com que a lubrificação diminua, o que causa dores durante a penetração. No homem, é comum a disfunção erétil. Porém, muitas vezes isso não impede a vida sexual do casal. É importante que os dois estejam bem com a prática, seja uma vez ao dia ou uma vez ao mês.

Acima de 60 anos devo procurar um geriatra
Mito. O geriatra é nada menos que um médico generalista com especialização em doenças mais comuns da terceira idade. Como o processo de envelhecimento começa quando somos jovens, é possível ir ao geriatra para acompanhar o avanço da idade, de maneira preventiva. “Não há nada que impeça a pessoa de envelhecer, o importante é manter a capacidade funcional, motora, física e mental”, explica o médico.

Pessoas com mais de 60 anos sentem menos sede
Mito. A estrutura fisiológica em si não causa essa alteração. “Muitas vezes, o que acontece é que o idoso perde bastante água por um quadro de incontinência urinária ou devido aos remédios diuréticos. Com isso, eles tendem a diminuir a ingestão de água – conscientemente ou não”, diz a nutricionista especializada em gerontologia Maristela Strufaldi. O quadro pode levar à desidratação, tontura, problemas intestinais e prejudicar a pele. “Por mais que o corpo não exija, deve-se tomar a mesma quantidade de água que antes”, defende Maristela.

Os idosos sentem menos sono
Mito. Algumas teorias defendem que o que acontece na verdade é uma mudança na arquitetura do sono. “Muitas vezes, o idoso tem a sensação de que dorme menos ou de que não dormiu bem. Mas nem sempre isso é real”, comenta Miranda. Quando a atividade do corpo é menor durante o dia, é natural que as horas de sono diminuam. Porém, nem sempre é preciso tratar com medicamentos. Primeiramente, é preciso investigar as causas dessa mudança e, se possível, tratá-las.

O paladar muda com a chegada da idade
Verdade. Assim como os outros músculos, as papilas gustativas, que ficam na língua, tendem a atrofiar. Isso influencia na percepção do paladar. “Para compensar essa perda, os idosos tendem a buscar alimentos ora muito doces, ora muito salgados”, elucida Maristela.

Os músculos desaparecem com o passar do tempo
Verdade. Segundo a nutricionista, a queda funcional do corpo faz com que aumente a quantidade de gordura, diminua a quantidade de massa magra e ocasione a queda no colágeno. O quadro, normal com o envelhecimento, acontece devido à morte celular e à atrofia muscular. O problema pode ser levemente corrigido com atividade física e alimentação balanceada.

Existem doenças consideradas normais na 3ª idade (diabetes, hipertensão)
Mito. Tudo que é considerado doença não pode ser chamado de normal. Pressão alta, diabetes, catarata são comuns, porém, jamais devem ser consideradas normais, uma vez que comprometem a vida do indivíduo. “O ideal é envelhecer com saúde e bem-estar”, completa o geriatra.

 

Fonte: www.terra.com.br

10 out

Música é vida

por Maila Campozana

Quem não gosta de ouvir música, não é mesmo? Não importa o estilo, o fato é que em casa, no carro, na rua ou na Casa de Repouso a música é sempre uma boa pedida.

A música faz bem à alma, ao coração e à mente, pois além de promover alegria ou relaxamento, também é capaz de trazer recordações de bons momentos, ajudando a manter o cérebro mais ativo.

Acompanhando todos os estudos sobre o bem que a música é capaz de nos fazer, incluímos em nossas semanas, uma atividade pra lá de especial.

A Maestrina Andréa Feketé está presente na Nossa Casa, às quintas feiras preenchendo nossas tardes de musica e alegria.

Com um repertório extenso e diferenciado, ela arrasa no piano e ainda conta com a ajuda das nossas meninas com seus diversos instrumentos musicais e a Márcia no microfone.

E não pára por ai, os familiares são sempre bem vindos e também entram na dança.

É sempre muito especial.

A Nossa Casa agradece o carinho de sempre da nossa querida maestrina. Excelente pessoa e excelente profissional

Página 31 de 32« Primeira...1020...2829303132