Unidade Vila Mariana (11) 2275-2516/2276-2835

Unidade Moema (11) 2738-1700/2738-1900

Blog

12 dez

Comprar presente nem sempre é fácil, né? Fica sempre aquele frio na barriga de querer acertar em cheio, por mais que a gente conheça super bem a pessoa. Se tratando de idosos, escolher um presente pode ser um desafio. Os vovôs e vovós de hoje em dia estão cada vez mais modernos e nossos presentes precisam acompanhar essa mudança. É incrível ver a vida no olhar de uma pessoa mais velha quando a surpreendemos. Separei algumas sugestões que vão agradar dos velhinhos atléticos aos intelectuais. Experimente, nesse Natal, trazer à terceira idade o brilho de uma criança que espera ansiosamente pelo Papai Noel!

Para as vovós

1- Um porta-retrato com a foto da família. Familiares, nossas avós costumam valorizar as memórias com a família e vão achar muito especial ganhar um porta retrato com uma foto atualizada da família toda. Outra ideia são aqueles paineis de fotos, e aí você pode caprichar com fotos lindas dos avós juntinhos, fotos antigas, fotos novas, foto dos animais de estimação…

2- Um livro de receitas bem criativo, como o Cartas Amarelas. Criar novos desafios culinários pode estimular uma avó a sair da zona de conforto na cozinha e se divertir.

3- Uma bolsa lindinha, de tiracolo. Algumas idosas gostam de ir ao centro da cidade passear, ou dar uma volta no shopping ou parque. Uma bolsa de tamanho menor, com alça mais comprida é muito legal para ela colocar documentos, dinheiro, e ficar super charmosa.

4- Um óculos de sol bem poderoso. Os idosos precisam ainda mais de proteção na visão do que nós. Um óculos de sol de boa qualidade, e até mesmo com grau, é um presente bacana e cuidadoso.

5- Uma roupa colorida e confortável. Essa coisa de só dar peças de cores opacas e neutras deve acabar. As cores trazem energia, renovação e alegria!

Para os vovôs

1- Que tal uma almofada de apoio? Algumas possuem funções massageadores, inclusive. Para pessoas que passam muito tempo sentadas, ela pode servir de apoio para as costas, o pescoço, os pés…

2- A camiseta do time de futebol preferido é um presente óbvio porém de grande efeito. Os idosos gostam quando conhecemos e valorizamos seus hobbies.

3- Um tênis de boa qualidade é um cuidado e um incentivo a ele fazer uma caminhada, por exemplo. Pense em cores mais neutras, porém com um toque de alegria! O importante é ser um modelo que seja adequado para a prática de exercícios.

4- Você já ouviu falar de roupa tecnológica? Algumas marcas produzem camisetas que são capazes de alterar nosso organismo, como, por exemplo, aliviando as dores musculares! É um investimento certeiro para agradar os velhinhos.

5- Se seu avô for fã de leitura, que tal um kindle? Muitos idosos gostam de aprender coisas novas e a tecnologia é um caminho para se aproximar deles, também.

Vários são os presentes que vocês podem dar aos patronos das nossas famílias. Caixas organizadoras (para medicamentos, ferramentas, joias, maquiagem), cosméticos, objetos de decoração, objetos sacros, velas aromáticas, day spa, entre várias outras ideias, vão deixar o Natal dos velhinhos muito mais animado!

E vocês, o que comprarão de presente para esses entes tão queridos?

 

Fonte: http://www.ritaheroina.com.br

05 dez

 

E nós fechamos com chave de ouro os Bazares das unidades da Nossa Casa.

No ultimo dia 26, foi o Bazar Beneficente da unidade Vl. Mariana e neste último domingo, dia 10, foi o Bazar da unidade Moema.

Ambos os eventos, arrecadaram suas doações de alimentos não perecíveis para encaminhar a entidade assistida LARES (Legião de Assistência para Reabilitação de Excepcionais), uma organização não governamental, sem fins lucrativos, com o objetivo de oferecer: serviços de tratamentos, orientação e assistência a jovens e adultos com deficiência intelectual.

Gostaríamos de agradecer a presença de todos os amigos e familiares.

Vocês tornaram tudo possível e muito mais divertido.

Gostaríamos de agradecer também a presença do incrível tenor Allan Vilches que cantou e encantou a todos nós.

Até a próxima, pessoal.

Aproveite este momento para curtir as festas e esquecer os problemas.

Todo ano, nesta época de festividade é comum vivenciarmos as seguintes experiências: enfrentar shoppings, lojas e supermercado superlotados, ruas invadidas por uma multidão de pessoas apressadas, trânsito caótico, gritos dos camelôs, inúmeros convites para festas de confraternização, confusões familiares a respeito da ceia natalina e uma comilança desenfreada que acaba resultando em quilos a mais na balança.

Como resultado disso temos um elevado grau de estresse, ansiedade, pânico e depressão nas pessoas. Mas então, como fazer para superar essa fase sem que ocorram desgastes físicos e psicológicos? Mudando a maneira como nos relacionamos e vivenciamos essas experiências.

Aqui vão algumas dicas da psicóloga e especialista do Minha Vida Milena Lhano para encarar melhor essa época do ano:

Mantenha a paciência

Tudo bem que contra o trânsito e a multidão nas ruas não há solução, mas o importante é procurar manter a paciência e ao sair de casa conscientizar-se de que haverá alguns transtornos, mas que eles não serão suficientes para atrapalhar o seu dia e acabar com a sua felicidade.

Fique com os amigos

Quanto às confraternizações, compareça somente aquelas cujas pessoas presentes você tenha um grande carinho e amizade, pois qual é o sentido de ir a uma festa de confraternização para criticar o cardápio, o local e as pessoas presentes?

Seja tolerante

Os conflitos com a família devem ser contornados com muita diplomacia e cuidado para que você não extravase nos outros o seu estresse e nervosismo. Procure ser tolerante com as diferenças de opinião e ao invés de ficar alimentado discussões, aja de forma conciliadora, afinal não vale a pena afastar-se de alguns membros da família por teimosia e intransigência de opinião.

Concilie os conflitos

Se há divergências sérias na família, nas quais você não esteja envolvido, combine o almoço com um e o jantar com outro, para que você não sofra por não rever os parentes e nem compre uma briga que não é sua.

Curta a família e esqueça a comida

Com relação aos excessos na comida, procure transmitir o prazer de saborear um doce ou um assado, pelo prazer da companhia da sua sobrinha, avó, tio e neto que você tanto gosta. Encare a comida como coadjuvante e não como atração principal da festa.

Cuidado com os excessos

Se mesmo assim você não conseguir resistir às tentações e achar que somente um pedaço é pouco, lembre-se que independentemente da quantidade que você comer, a rabanada ou o panetone irão acabar e você em algum momento terá que parar de comer. Então, porque não se deliciar com apenas uma fatia como se ela fosse a última?

Relaxe

Por fim, reserve alguns minutos do dia para relaxar, ouvir uma música, praticar esportes, passear no parque e dedicar-se a atividades que lhe dão prazer, afinal você merece essa recompensa após um ano de muito trabalho e realizações.

 

Fonte: http://www.minhavida.com.br

Se o mercado de trabalho está competitivo para jovens profissionais, procurar um emprego com idade avançada é  ainda mais desafiador.  Antigamente, nossos avós se aposentavam com pouco mais de 50 anos e se dedicavam à  família e a algum hobby, mas a realidade hoje é  que muitos idosos ainda querem ou precisam trabalhar.

A boa notícia é  que recrutadores já  perceberam o benefício da diversidade de gerações entre seus funcionários.  Funcionários mais velhos têm a sabedoria de anos de prática para aliar com a inovação da teoria dos mais jovens. Muitas empresas estão valorizando essa troca de experiência de gerações e já  lançaram seus programas de inclusão de idosos, como a Gol Linhas Aéreas e o Grupo Pão de Açúcar.

No filme Um Senhor Estagiário, o personagem vivido por Robert De Niro está  entediado com a vida de aposentado e resolve se inscrever em um programa para candidatos sênior de uma moderníssima empresa de e-commerce de moda.  A divertida trama mostra a dificuldade de um senhor de 70 anos em se adaptar ao mercado de trabalho na era da tecnologia, mas também exalta a lealdade e a confiabilidade de um profissional mais velho.

Portanto, se você, profissional experiente, ainda tem fôlego e se recusa a “pendurar as chuteiras”, há  um mapa a seguir para conseguir se manter ou voltar à  ativa. Veja abaixo a lista do caminho a percorrer:

Tenha Humildade 

Não é  porque você  tem mais de 30 anos de experiência que é  melhor que os outros.  Tenha consciência que o modo de operação em um escritório ou qualquer ambiente profissional mudou e acelerou, portanto, tenha a mentalidade e curiosidade de um iniciante para aprender coisas novas. Esteja preparado para acatar ordens de um chefe mais novo que você  e mostre o valor da experiência com modéstia.

Mantenha-se atualizado 

Não adianta resistir às novas tecnologias e a novos procedimentos.  Mantenha um perfil nas principais redes sociais, especialmente no LinkedIn, e explore a nova forma de interação pessoal. Verifique se seu currículo está nos padrões e formato atuais.

Renove o visual

Se quer ser visto como um profissional que tem vigor e disposição, sua aparência conta muito.  Nada de usar ternos e vestidos datados, mas também não precisa forçar ou fingir juventude.  Um bom corte de cabelo e roupas formais atuais te darão confiança e jovialidade. Cuide de sua saúde e faça exercícios físicos adequados.

Seja flexível e otimista 

Nem sempre você  vai conseguir o cargo e salário que tinha antes.  Esteja aberto às novas propostas e não desanime: mais importante é estar ativo do que relutar em manter o status do passado.

Poder exercer sua capacidade e experiência, ser útil e produtivo, além de se manter financeiramente independente só  melhora seu bem-estar.

Pesquise já  as vagas que valorizam profissionais experientes no adzuna.com.br e busque seu espaço no mercado de trabalho!

 

Fonte: https://www.adzuna.com.br

28 nov

A primeira edição do Bazar Beneficente da Unidade Moema já está com data marcada.

Será dia 10 de Dezembro, um domingo a partir das 14h.

A entidade assistida será a LARES (Legião de Assistência para Reabilitação de Excepcionais), uma organização não governamental, sem fins lucrativos, com o objetivo de oferecer: serviços de tratamentos, orientação e assistência a jovens e adultos com deficiência intelectual.

No dia do bazar receberemos dos visitantes, doações de alimentos não perecíveis como: óleo, lata de seleta, lata de milho verde, sardinha, atum ou açúcar.

O evento é sempre muito animado, marcado pela presença dos familiares e amigos que com certeza tornam tudo mais gostoso.

Teremos a presença tenor Allan Vilches, diversos expositores e é claro, o artesanato produzido pelas hóspedes nas atividades da Nossa Casa.

Esperamos por você!

Ótima dica para presentear neste Natal.

28 nov

Dia Internacional da Luta contra a AIDS é comemorado anualmente em 1º de dezembro.

A data tem o objetivo de conscientizar a população sobre uma das doenças que mais mata no mundo: a AIDS.

Não apenas informar as pessoas sobre os sintomas, perigos e formas de se prevenir da doença, o Dia Mundial de Luta contra a AIDS também tem a função de auxiliar no combate contra o preconceito que os portadores de HIV – vírus humano de imunodeficiência – sofrem na sociedade por causa da doença.

A sigla AIDS vem do inglês Acquired immunodefiecience syndrome, que em português significa “Síndrome da Imunodeficiência Adquirida”.

O vírus da AIDS (HIV) destrói as células brancas do organismo, responsáveis em proteger e combater doenças no corpo humano.

Com a destruição das defesas do organismo, o corpo fica bastante fragilizado e propício a ser atacado por inúmeras doenças, como pneumonias, infecções, herpes e até mesmo alguns tipos de câncer.

A AIDS pode ser transmitida através do contato de fluídos corporais do infectado com o sangue de uma pessoa saudável, por meio de relações sexuais sem preservativo (camisinha), transfusões de sangue ou compartilhamento de seringas e agulhas.

Atenção: beijos de língua, abraços ou contatos com a pele da pessoa portadora de HIV não transmite a doença!

A doença não tem cura, mas pode ser tratada com coquetéis antiaids, quando diagnosticada a tempo, melhorando a qualidade de vida do infectado.

Origem do Dia Mundial da Luta contra a AIDS

O Dia Mundial de Luta contra a AIDS foi criado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), com o apoio da Organização das Nações Unidas (ONU), em uma Assembleia realizada em outubro de 1987.

O governo brasileiro, através do Ministério da Saúde, começou a promover campanhas de apoio ao Dia Internacional de Luta contra a AIDS desde 1988.

Fonte: https://www.calendarr.com

Inteligência emocional é a capacidade de reconhecer e avaliar sentimentos, nossos e dos outros, como também a facilidade de lidar com eles.

De acordo com uma experiência feita na Universidade de Berkeley, nos Estados Unidos, aos 60 anos as pessoas adquirem maior controle sobre suas próprias emoções, bem como tem maior facilidade de olhar numa perspectiva positiva os acontecimentos da vida.

A idade e a sabedoria

A inteligência emocional é apenas um dos aspectos que formam a sabedoria, elemento que está bastante presente na nossa vida. Na terceira idade estamos no ápice da sabedoria e isso não é uma realidade de interpretação meramente ilustrativa.

De acordo com o Dr Elkhonon Goldberg, neuropsicólogo russo-americano, a sabedoria é uma forma de processamento mental muito avançada, que atinge seu maior grau na velhice.

Mantendo o cérebro exercitado

Para que possamos manter nossas mentes em plenas condições de solucionar problemas complexos da vida, solucionando situações e antecipando eventos de forma instantânea e sem maiores esforços, extraindo assim o melhor desta fase que estamos vivendo, é muito importante que saibamos dar a devida manutenção aos nossos cérebros, de maneira que preservemos todas as faculdades mentais.

Malhação mental, inteligência ativa

Manter uma constância nas atividades mentais é primordial para evitar dificuldades nessa área. Vejamos algumas maneiras:

  • Encontrando maneiras diferentes para fazer as coisas. Desde caminhos de volta pra casa até a disposição dos móveis na sala, vale tudo para variar e exigir uma maior atividade do nosso cérebro.
  • Fujamos da rotina sempre que possível. Ligar o cérebro no piloto automático e permanecer assim por muito tempo não será saudável.
  • Escolher uma atividade que esteja em outro universo de conhecimentos do qual estamos acostumados irá dar ao nosso cérebro desafios importantes que o manterão ativo e alerta.
  • O envolvimento com alguma atividade artística será muito útil para o exercício mental.

Muitas outras coisas podem ser feitas para que continuemos a viver nossas vidas colhendo o melhor de nossa sabedoria e fazendo também com que ela beneficie outras pessoas. Mãos à obra!

 

Fonte: https://www.felizmelhoridade.com.br/saude

Não é sempre que uma novela apresenta um elenco tão cheio de “monstros sagrados” como está acontecendo em  O Outro Lado do Paraíso. Lima Duarte, Laura Cardoso e Fernanda Montenegro dividem a cena, para deleite dos telespectadores. Com esse trio no ar, é impossível não parar na frente da TV.

Lima e Fernanda já estavam arrasando desde o primeiro capítulo, com cenas fortes e uma intensidade que só atores desse gabarito conseguem ter. O que já era bom ficou ainda melhor com a chegada de Laura Cardoso à trama, como a cafetina Caetana.

Aos 90 anos, Laura fez miséria nas primeiras aparições de sua personagem. Foi do emocionante acerto de contas com Mercedes e Josafá a uma divertida dancinha no meio do bordel de Pedra Santa. Talento de veterana e disposição de garotinha! É pra aplaudir de pé, minha gente.

A repercussão não demorou muito e logo virou o grande assunto nas redes sociais.

Caetana entrou em cena já com os dias contados. A morte da personagem estava prevista na sinopse inicial da trama, não à toa ela resolveu procurar Mercedes e Josafá para se redimir dos erros do passado. Porém, diante da repercussão, Walcyr Carrasco decidiu manter Laura Cardoso na novela, para felicidade geral da nação. Segundo a colunista Patrícia Kogut, Caetana passará um tempo morando com a filha, mas seguirá comandando as operações no bordel.

Fonte: http://diariogaucho.clicrbs.com.br

Dia do Doador Voluntário de Sangue é comemorado anualmente em 25 de novembro no Brasil.

A data, além de homenagear as pessoas que reservam um tempinho do seu dia para doar sangue, também serve para informar e conscientizar a população sobre a importância de ser um doador de sangue.

Doar sangue é um ato de solidariedade humana, que ajuda a salvar milhares de vidas todos os dias, através das transfusões de sangue. Atualmente no Brasil, são doadas cerca de 3,6 milhões de bolsas de sangue por ano, segundo dados do Pró-Sangue.

No Dia Nacional do Doador de Sangue, os Bancos de Sangue de todo o país realizam atividades lúdicas e mutirões de coleta em escolas, hospitais, shoppings, praças e demais espaços de acesso público.

Origem do Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue

O Dia do Doador Voluntário de Sangue foi estabelecido através do Decreto de Lei nº 53.988, de 30 de junho de 1964, assinado pelo presidente Castello Branco, definindo o dia 25 de novembro – data do aniversário da fundação da Associação Brasileira de Doadores Voluntários de Sangue – como a data oficial do doador de sangue no Brasil.

Os doadores também podem celebrar o digno ato de doar sangue no dia 14 de junho, o Dia Mundial do Doador de Sangue.

Quem pode doar sangue

Para doar sangue é necessário seguir algumas regras, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS):

  • Homens e mulheres;
  • Ter entre 16 e 68 anos;
  • Ter acima de 50 quilos;
  • Não ter Hepatite B, Hepatite C, Doença de Chagas, Sífilis, HIV (AIDS), HTLV;
  • Estar bem alimentado e descansado;
  • Se estiver gripado, esperar no mínimo sete dias para poder doar sangue;
  • As grávidas devem esperar entre 90 e 180 dias após o parto para doar sangue;
  • Após uma doação de sangue as mulheres devem esperar 90 dias para voltar a doar, enquanto que os homens devem esperar no mínimo 60 dias.

 

Fonte: https://www.calendarr.com/brasil

A sétima edição do Bazar Beneficente da Unidade Vila Mariana será sábado que vem, dia 25 de novembro, a partir das 14h.

E novamente, a entidade assistida será a LARES (Legião de Assistência para Reabilitação de Excepcionais), uma organização não governamental, sem fins lucrativos, com o objetivo de oferecer: serviços de tratamentos, orientação e assistência a jovens e adultos com deficiência intelectual.

Este ano, no dia do bazar receberemos dos visitantes, doações de alimentos não perecíveis como: óleo, lata de seleta, lata de milho verde, sardinha, atum ou açúcar.

O evento é sempre muito animado, marcado pela presença dos familiares e amigos que com certeza tornam tudo mais gostoso.

Teremos boa música, diversos expositores e é claro, o artesanato produzido pelas hóspedes nas atividades da Nossa Casa.

Ótima dica para presentear neste Natal.

Página 22 de 25« Primeira...10...2021222324...Última »