fbpx

Unidade Vila Mariana (11) 2275-2516/2276-2835

Unidade Moema (11) 2738-1700/2738-1900

Blog

A Pandemia, que insiste em permanecer entre nós, ainda dificulta e muito as possibilidades de retomar a nossa vida. Cada dia longe da rotina pode trazer sérias consequências.
Por isso, nunca é demais reforçar a importância sobre aproveitar o tempo!
O tempo é dividido em passado, presente e futuro.
O passado não nos pertence mais. Infelizmente não podemos voltar, consertar ou refazer algo. O que passou, passou.
O futuro, mesmo que próximo, ainda não é nosso. É desconhecido.
Temos somente o presente. E como o nome diz, é literalmente um presente que devemos cuidar com zelo, atenção e sabedoria. O presente é a única maneira de mudar o futuro.
Por isso, faça valer a pena cada instante!
Registre novas paisagens: procure fazer uma pausa para apreciar o momento vivido. Olhe ao redor, pegue uma estrada arborizada e observe cada detalhe. Sinta aquele momento como único, porque na verdade, ele é!
Visite pessoas queridas: nunca sabemos quando será a última despedida. Procure ser presente na maneira que for possível. Diga o quanto elas são importantes para você, deixe claro isso. Não saia de casa brigado com alguém: Não carregue mágoas consigo. Procure resolver suas questões com as pessoas. Peça perdão e pedoe enquanto é tempo.
Seja sempre o senhor do seu tempo!

Maíla C. D’addìo – Formada em Rádio e Televisão pela Universidade FMU
Radialista DRT 0034310/SP

A Pandemia não nos deixa e mais do que nunca é preciso cuidado e atenção.

Infelizmente ainda não podemos baixar a guarda, devemos seguir em alerta respeitando os protocolos de segurança.
Seria maravilhoso se conseguíssemos tratar todas as enfermidades que estão pelo mundo hoje em dia com as receitas caseiras da época dos nossos avós, quando éramos crianças. Sem contar o carinho que faz tanta falta e que era um dos melhores remédios.

Mas, algumas dicas podem ajudar e muito para amenizar sintomas simples e assim evitar sair de casa sem necessidade.

Vamos relembrar com carinho algumas dicas da vovó e se preciso, colocar em prática.

– Água sempre faz bem: a água é considerada o melhor tratamento para todas as doenças. Sabia que, quando estamos com sede, pode significar início de desidratação? Tenha sempre uma garrafinha ao lado;
– Vapor d’água: o vapor é ótimo para aliviar tosse seca, congestão nasal. Pode ser como sauna, no banheiro, inalação ou uma tigela com água quente (tomando sempre cuidado).
– O Gelo: ideal para pancadas, traumas em geral e até dor de cabeça. Atenção, não passar gelo em queimaduras, nesse caso, deixar em água corrente até cessar a dor;
– Água com sal: quem lembra do gargarejo?? E ele continua infalível no alívio da dor de garganta. Se misturar umas gotinhas de limão e própolis, melhor ainda.
– Maçã, frutas vermelhas e cebola: O que elas têm em comum? São ótimas para crises de rinite! Podem ser tão efetivas quanto antialérgico.
– Gengibre: poderoso para enjoo, especialmente de viagem. Pique 100g em uma xícara com água quente. Se preferir, inclua mel.

Importante!!! Se persistirem os sintomas busque um médico.
Saúde em primeiro lugar.

Maíla C. D’addìo – Formada em Rádio e Televisão pela Universidade FMU

Radialista DRT 0034310/SP

06 jan

Enfim, 2022!

Estamos desejando a virada de ano desde 2020 praticamente, não é?

O ano em que tudo ficou extremamente esquisito, confuso, de ponta cabeça e sofrido.

Algumas coisas ruins ainda se arrastaram pelo ano de 2021 então, também por isso que um novo ano é tão bem vindo e tão querido.

Desejamos que em 2022 possamos renovar os sentimentos, os pensamentos e nossas atitudes.

Só depende de nós, fazer e ter um ano diferente.

Já pedimos bastante, agora chegou o momento de agradecer.

– Mesmo com todo momento difícil e desafiador que ainda estamos vivendo?

– Sim! Afinal, se você está aqui lendo esse artigo significa que bem ou mal, passou por tudo isso. Agradeça!
Falando em Gratidão, você sabia que dia 06 de Janeiro comemora-se o dia da gratidão no Brasil? E nós temos muito o que agradecer, a todo momento.

Não é só pedindo que alcançamos o que queremos, é principalmente agradecendo.

Então, exercite a gratidão:
Agradeça ao acordar por uma nova chance de fazer diferente, um novo dia;
Agradeça pelos familiares e amigos, mesmo que não tão perto neste momento;
Agradeça o seu emprego e por poder trabalhar;
Agradeça pelo seu lar, suas coisas, a comida à mesa;
Agradeça até quando algo dá errado, um atraso, uma mudança de plano, isso pode ser um livramento.
Gratidão gera gratidão.

Pratique esse exercício diariamente e observe as mudanças incríveis na sua vida.

Gratidão, 2022!

Maíla C. D’addìo | Formada em Rádio e Televisão pela Universidade FMU
Radialista DRT 0034310/SP

29 dez

Feliz tempo novo!

por nossacasa

Quando vê, já são seis horas, quando vê, passou o dia, quando vê, já fez um mês, quando vê, acabou o ano.

O tempo passa, o tempo voa e a poupança Bamerindus já nem existe mais!

Tempo, dá um tempo!

Tempo novo

Todo ano é assim, promessas de fazer tudo diferente, mas quando vê, um novo ano bate à porta e nem tudo saiu conforme o programado.

Então, vamos refletir sobre algumas dicas para aproveitar melhor o tempo.
Elimine a preguiça da sua rotina: aqueles cinco minutos a mais pode atrasar todo um dia. Determine uma data específica para não fazer absolutamente nada;
Pratique atividade física: praticar exercícios libera hormônios que trazem bem-estar e disposição para cumprir todos os afazeres do dia;
Procure acordar mais cedo: o dia rende muito mais e fica mais fácil organizar todas as tarefas do dia;
Dê uma pausa: separe uma hora no dia para se dedicar a você. Leia algumas páginas de um livro, faça uma meditação ou simplesmente se jogue no sofá. Só não vale ficar nas redes sociais, para isso, estipule um horário no dia e procure não se estender;
Evite fazer várias coisas ao mesmo tempo: fazer muitas coisas dá uma falsa impressão de usar bem o tempo. Você acaba fazendo tudo picado e ainda corre o risco de ter que refazer algo. Anote suas tarefas num caderno ou use uma agenda, assim você consegue demarcar datas e horários para a realização de cada tarefa.

Claro que tudo é uma adaptação, mas é importante dar um primeiro passo.

E, um novo ano chegando pode ser uma boa oportunidade.

Feliz tempo novo!

Maíla C. D’addìo | Formada em Rádio e Televisão pela Universidade FMU
Radialista DRT 0034310/SP

22 dez

Todo fim de ano é a mesma coisa, aquela correria, lembrancinhas, o que vai servir na ceia de Natal, quem vai, quem não vai, onde vai passar a virada de ano, hotel, amigos, os pets. Sem contar os cuidados e os protocolos de segurança que ainda devemos seguir nos encontros.

Fato é que depois que tudo passa, fica a sensação de dever cumprido, o que é bom, mas também o cansaço do ano todo. É aí que devemos prestar atenção aos sinais do nosso corpo. Ele fala com a gente e muitas vezes na loucura do dia a dia e principalmente a do final do ano, costumamos não ouvir o que ele diz.

Pare um pouco, dê uma pausa, respire. Aproveite o início de um novo ano para repor as energias que se foram e colocar em prática uma nova rotina de vida.

– Melhore sua alimentação: depois da comilança das festas é hora de eleger uma dieta para perder os quilinhos a mais adquiridos e ter uma alimentação saudável;

– Exercite-se: escolha uma modalidade de esporte, uma aula de dança, ou exercícios como a yoga, que trabalha corpo e mente;

– Faça meditação: falando em mente, a meditação traz muitos benefícios para nossa mente e consequentemente nosso corpo. Por meio dela alcançamos a tranquilidade, concentração e ainda reduzimos o estresse e a ansiedade. Comece com dez minutinhos por dia e vá aumentando, no seu tempo. Não se preocupe com o “não pensar em nada”, os pensamentos devem vir e fluir, isso é normal, isso é Meditação;

– Cuide do seu lazer: tente elaborar uma viagem mais longa no ano ou algumas outras curtas. Conhecer lugares, experimentar novas sensações e até mesmo visitar aquela cidade que ama faz muito bem para a mente e coração.

Um novo ano vem aí, é tempo de ter uma nova vida!

Maíla C. D’addìo – Formada em Rádio e Televisão pela Universidade FMU

Radialista DRT 0034310/SP

Como muita gente espera, esse Natal será especial! Diferente do Natal do ano passado, onde as famílias foram obrigadas a experimentarem um Natal a distância, um Natal virtual.

Nesta época do ano, as pessoas ficam mais sensíveis, os sentimentos mais aflorados e tudo o que queremos é compartilhar esse momento com as pessoas que mais amamos.

Infelizmente o mundo ainda não está no seu normal, então, mesmo que juntos, é preciso tomar alguns cuidados.
Elaboramos uma lista com algumas dicas para esperar o bom velhinho em segurança: 

– Máscara e álcool em gel à disposição: estes ainda são itens de segurança e devem fazer parte da festa e decoração. Deixe-os sempre à disposição.

– Escolha locais mais arejados ou mais espaçosos: locais abertos ou uma casa com espaço maior pode ser uma boa dica para acomodar bem a todos sem que precisem estar muito próximos, caso não seja possível ter um grupo reduzido de pessoas;

– Locais demarcados: escolha onde se sentar e evite trocar de lugar. Assim como pratos, copos e talheres devem ser de uso pessoal; 

– Viajar pode ser legal: com a retomada do turismo, muitos lugares reabriram e estão aceitando turistas, mas vale pesquisar quais são os protocolos de segurança exigidos pelo local de destino.

Nunca é demais reforçar boas dicas!
Afinal, o Natal deve ser um evento de Noite Feliz! 

Maíla C. D’addìo – Formada em Rádio e Televisão pela Universidade FMU

Radialista DRT 0034310/SP

10 dez

E como ter bom humor considerando o momento difícil que estamos vivendo? Por isso mesmo que é tão importante buscar coisas que elevem o nosso humor, assim, atravessar momentos difíceis parece ser mais leve. Vamos ver algumas dicas que podem nos auxiliar nessa busca:

– Pratique a gratidão: temos o hábito de pedir, mas e agradecer, como fica? Agradeça o mínimo que seja. O fato de abrirmos os olhos pela manhã é um motivo e tanto para agradecer. Agradeça por tudo;

– Expresse seus sentimentos: fale sobre eles, divida com alguém, compartilhe, deixe sair. Isso faz com que o nosso coração fique mais leve;

– Aprenda a rir de si mesmo: experimente rir de si mesmo naquele momento em que o “natural” seria uma bronca, correção ou punição. Pega leve;

– Cultive bons relacionamentos: procure estar entre pessoas positivas, de riso fácil e boas energias. Busque troca de coisas boas.

– Estimule o humor em todas as ocasiões: até no tropicão na calçada. Se rasgar a calça jeans no joelho, está na moda. Levanta e arrasa;

– Procure o que lhe faz bem: um curso, um livro, uma música. Existem várias opções;

– Exercite-se com frequência: estudos comprovam o quão bem faz o exercício. Experiente a sensação.

Anotou? Então, agora é só colocar em prática! Bom humor pra você!

Maíla C. D’addìo – Formada em Rádio e Televisão pela Universidade FMU
Radialista DRT 0034310/SP

Falta pouco para o Natal, uma época esperada pela maioria das pessoas. Logo em seguida, a virada do ano que traz aquela sensação de que tudo será diferente, leve e melhor. De fato, pode ser melhor, só depende de nós. A mudança começa dentro de nós.

Mesmo em tempos difíceis como os que ainda estamos vivendo é preciso ter coragem, esperança e boas atitudes para que possamos ter e deixar um lugar melhor para nossos filhos e netos. Lembra, quando éramos crianças, que escrevíamos cartinhas com pedidos ao Papai Noel?

Na grande maioria das vezes, pedíamos brinquedos ou roupas da moda, mas esse artigo nos faz um convite diferente: Escrever uma carta ao Papai Noel e pedir o que o seu coração tem mais vontade de fazer. Não se trata de algo físico, e sim um desejo em realizar algo que ainda não fez ou que esteja com muita saudade de fazer. Pode ser um simples pedido ou mesmo uma lista!

Vale ser aquela festa de aniversário que ficou para depois da Pandemia; Encontrar alguém especial que não vê faz tempo; Poder ajudar alguém que esteja precisando no momento; E até mesmo pedir pelas pessoas que ainda não se conscientizaram do quanto o mundo precisa de atitudes positivas.

O que você escreveria ao Papai Noel no dia de hoje? Sente-se com seus filhos, netos, sobrinhos e os incentive a escrever a carta do pedido que vem do coração.

Maíla C. D’addìo – Formada em Rádio e Televisão pela Universidade FMU
Radialista DRT 0034310/SP

O que você faria se soubesse que só teria uma última chance de realizar algo que almeja? Como assim?! Passa tanta coisa na cabeça, são tantos sonhos e planos que fica difícil escolher.

Como saber qual o caminho certo a trilhar?  A Pandemia trouxe uma reflexão interessante sobre isso. Passamos momentos em que não sabíamos mais sobre como seria o dia seguinte, cada dia era uma chance recebida, que podia ser a última.

Última chance de ver um familiar ou um amigo, de ter um emprego, de empreender, de fechar aquele negócio. Tudo ficou suspenso, no ar, e então, foi preciso parar, encarar de frente a realidade e fazer algumas escolhas. E o que você escolheu? Se soubesse que seria uma última chance, o que você faria?

Pensar dessa forma pode fazer com que enfrentemos nossos medos para de fato alcançar nossas metas. Deixe de lado o “depois eu vejo”, porque ele pode simplesmente não existir. Isso não quer dizer ser inconsequente e sair fazendo tudo que vem na cabeça e sim, ouvir aquela voz que vem de dentro, que grita, e que por muitas vezes é abafada pelo receio de fazer diferente.

Hoje é uma nova chance. Não desperdice, dê o próximo passo rumo ao seu grande sonho e seja feliz.

Maíla C. D’addìo – Formada em Rádio e Televisão pela Universidade FMU
Radialista DRT 0034310/SP

Já parou para pensar que neste Natal poderemos estar mais próximos de quem a gente ama? 

Diferente do ano passado, que foi um Natal completamente atípico, virtual, solitário, cheio de saudade e distância, este ano conseguiremos trocar muito mais que presentes. 

Todos os planos que geralmente fazemos nesta época precisaram ser adiados no último ano, mas agora, já vemos uma luz no fim do túnel. Será possível estar presente, trocar olhares, sorrisos e votos de Noite Feliz pessoalmente.
Claro que manter alguns cuidados ainda é necessário, mas poder estar próximo de familiares e amigos nos enche de esperança de dias melhores. 

Afinal, Natal é um momento de união e reflexão e afeto. Seguindo algumas dicas básicas podemos nos adaptar a um Natal quase 100% normal: 

  • Uso de máscaras: ainda indicado o uso de máscaras considerando que neste dia estaremos junto com pessoas que não convivem conosco, principalmente no momento de se servir. Nem precisa dizer que o álcool em gel deve estar presente tanto quanto o Papai Noel; 
  • Lugares à mesa: manter um mínimo de distância ainda é aconselhável. Acomodar as pessoas em diferentes mesas pode ser uma opção ou então, fracionar os encontros em véspera e almoço de Natal; 
  • Preservar os idosos: se possível, reservar o lugar dos idosos para que eles possam participar com mais tranquilidade. 

Com certeza ainda será um Natal diferente, mas com a presença de pessoas queridas como presente.  

Maíla C. D’addìo – Formada em Rádio e Televisão pela Universidade FMU

Radialista DRT 0034310/SP

Página 1 de 4012345...102030...Última »