Unidade Vila Mariana (11) 2275-2516/2276-2835

Unidade Moema (11) 2738-1700/2738-1900

Blog

02 set

McDia Feliz

E teve Mc dia Feliz na Nossa Casa. Oba!

Nossas meninas se deliciaram com Big Macs e ainda ajudamos a campanha. 

Recebemos a presença de um “Ronald” à “moda da Casa”. A nossa querida Márcia arrancou suspiros e gargalhadas ao se fantasiar de palhaço neste evento especial. 

Confira algumas fotos deste dia incrível que vai ficar guardado no coração de quem esteve presente:

 

Fazer o bem é algo que nos move a todo momento.

E no final daquele dia, ouvir da D. Luzia dizendo: “Olhar pra você, dá vontade na gente de viver. Você faz a gente se sentir feliz. Que Deus te abençoe e obrigada por você existir”, nos faz ter a certeza de que estamos no caminho certo. 

Até a próxima!

Ansiedade

Em nosso dia a dia, a ansiedade é uma sensação muito frequente. Pode ser resultante de acontecimentos positivos ou negativos, de compromissos ou responsabilidades, da necessidade de cumprir adequadamente tarefas rotineiras ou de aguardar por um evento esperado.

Entretanto, os sintomas de ansiedade podem prejudicar o desempenho de atenção e de memória; uma vez que ficamos desconcentrados por pensar em várias informações simultaneamente ou por não concluir adequadamente uma tarefa iniciada. Os sintomas de ansiedade geram estresse e podem deixar o nosso organismo em estado de estresse excessivo.

São vários os impactos dos sintomas da ansiedade em nossa vida. Do ponto de vista físico, podem ocasionar dores de cabeça, falta de energia para realizar tarefas, sudorese aumentada, aumento dos batimentos cardíacos, tremor e dores musculares e no estômago.

No aspecto emocional, pode gerar desânimo, ansiedade intensa, raiva, frustração, preocupação, nervosismo e falta de paciência; além da própria dificuldade em manter um bom desempenho das habilidades mentais.

Teste o nível da sua ansiedade

Responda as perguntas a seguir e verifique quantas alternativas SIM você responderá. Cada alternativa SIM valerá um ponto e uma somatória de 5 (cinco) pontos ou mais será um indicativo inicial de que você está com a presença de sintomas de ansiedade em seu cotidiano.

  1. Eu me preocupo em grande parte do tempo com as coisas.
  2. Eu acho difícil tomar uma decisão em problemas desafiadores.
  3. Sinto-me agitado com frequência no dia-a-dia.
  4. Eu acho difícil relaxar.
  5. Eu frequentemente não consigo aproveitar as coisas por causa de minhas preocupações.
  6. Eu me vejo como uma pessoa nervosa.
  7. Eu me vejo como uma pessoa nervosa.

Importante refletir que, se os sintomas de ansiedade interferirem em sua qualidade de vida, é importante buscar auxílio profissional para ter acesso ao tratamento adequado e assim ter uma vida mais calma e tranquila.

Cuidados para prevenção de sintomas de ansiedade:

  • Coloque poucas metas por dia e objetive cumpri-las;
  • Organize-se antecipadamente: faça planos, projetos, tenha o hábito de escrever e preparar roteiros personalizados sobre seus objetivos;
  • Respeite seus limites: tenha férias, intervalos de descanso. O excesso de compromissos e trabalho gera estresse elevado, angústia emocional e causa cansaço, e no final das contas, a exaustão e o esgotamento;
  • Compartilhe suas emoções: evite acumular preocupações, problemas emocionais e afetivos, compartilhe com alguém de sua confiança;
  • Sorria mais: não somos felizes o tempo todo, mas busque valorizar pequenas ações e sorria mais. Ao sorrirmos estamos estimulando o nosso cérebro a liberar neurotransmissores que diminuem o nível de estresse;
  • Por fim, cuide do seu cérebro e faça exercícios de ginástica cerebral; cuidar da atenção, da memória e de outras habilidades também diminui os sintomas de ansiedade e melhora a qualidade de vida.

Referência: Supera

Sônia Braga

Conquistou o Brasil, e o mundo, no papel de Gabriela, na telenovela de horário nobre, a partir do romance homônimo de Jorge Amado — que ganhou uma nova versão, em 2012, com Juliana Paes e Humberto Martins. O sucesso que se seguiu não foi menor: Dona Flor e Seus Dois Maridos (1977), também a partir de uma história de Amado, está entre os filmes brasileiros mais vistos de sempre, e Dancin’ Days (1978), que afirmou o poder da Globo no que dizia respeito a telenovelas. O reconhecimento veio de todo o lado, inclusive das revistas de moda, que viram em Sônia Braga um modelo para a vida. E não estavam erradas.

Na capa do número brasileiro da Vogue, Sônia Braga surge tão sensual como sempre, mas agora com o cabelo completamente branco: “Meu cabelo é uma metáfora muito importante para mim. Mas, cabeleireiros, vocês não vão ter que sujar mais a mão e usar aquela luvinha – não quero pintá-los nunca mais”, disse em entrevista à Vogue, numa produção com fotografia de Henrique Gendre. “É uma sensação de liberdade muito grande, de normalidade, de natureza mesmo.” 

Na revista, que apelida a atriz de “diva máxima”, considerando-a o “nome mais famoso do cinema nacional no Brasil e lá fora”, adianta-se ainda que corre o rumor de que Sônia poderá voltar às novelas em breve, curiosamente com um guião de Gilberto Braga, que deverá ser uma adaptação de Vanity Fair, obra novecentista do inglês William Makepeace Thackeray (mais recentemente adaptada ao cinema como A Feira das Vaidades, dirigido por Mira Nair, com Reese Whiterspoon e Gabriel Byrne). “Também ouvi falar isso”, diz a actriz, sem acrescentar nem mais uma palavra sobre o assunto. É esperar as cenas dos próximos capítulos.

A beleza da idade

Nos últimos tempos, várias figuras seniores têm conquistado um lugar de destaque nas revistas de beleza e em campanhas publicitárias. Jane Fonda, aos 81 anos, foi capa da Vogue Britânica, em Maio deste ano, tornando-se a mulher mais velha a conquistar este posto, enquanto a irreverente empresária norte-americana Iris Apfel continua a ser, aos 98 anos, um símbolo de glamour. Na publicidade, uma das marcas que mais tem apostado em desmistificar a idade vs. beleza é a Dove, com sucessivas campanhas dedicadas a esta temática.

Fonte: Público

Crianças órfãs

Há pessoas que nascem com um propósito na vida: Fazer a diferença no mundo. Este é o caso de Amy Hehe, que aos 19 anos traçou o futuro de seus sonhos, que, diferentemente da maioria das pessoas, não era uma casa, nem um prédio de luxo. Amy se dedicou a planejar todos os detalhes de um centro médico para cuidar de crianças órfãs com doenças terminais no Quênia.

O florescer desta ideia se deu quando Amy tomou consciência de como órfãos e crianças em situações de vulnerabilidade lutavam para sobreviver em instituições lotadas. Naquele momento ela descobriu sua verdadeira missão de vida: seu sonho era construir um hospital para cuidar e ajudar essas crianças . Seis anos depois, o sonho de Amy tornou-se realidade quando ela e seu marido, Rob, fundaram o Hospital Infantil OVI, sem fins lucrativos.

A jovem se formou no Programa de Assistência Médica da Universidade de Kentucky , e desde o início de sua missão ela enfrenta o duro impacto de testemunhar o sofrimento de seus pequenos pacientes, que lutam contra a desnutrição, malária, ferimentos, câncer e HIV.

Graças a Amy, os pequenos quenianos têm alguém que se preocupa com eles e com sua saúde. A vida de Amy é dura, mas apesar das dificuldades, ela vive por uma causa maior: o bem de todas as crianças que precisam de atenção, amor e esperança.

E você, tem um propósito de vida? Se o tiver, siga neste caminho. Pode ser que você consiga transformar a vida de muitas pessoas, como Amy fez com estas crianças do Quênia.

Referência: Revista Pazes

Infecção em idosos

Febre e mal estar são os sinais típicos de infecções que tomam conta do organismo, mas não valem para todas as faixas etárias.

Entre os idosos, especialmente os mais velhos ou com doenças crônicas associadas, os sintomas das infecções variam entre confusão mental, hipotermia (redução considerável da temperatura) e mudanças importantes no comportamento.

O idoso pode ter ainda sonolência e fraqueza geral. Nos pacientes com alguma dificuldade cognitiva, pode ter redução nos níveis de consciência e, um sinal de uma infecção mais grave é, ao invés da febre, uma hipotermia, e hipoglicemia. Pode ter ainda confusão mental, agitação, agressividade e até mesmo uma queda do paciente é uma manifestação em potencial de infecção em idoso, explica Rodolfo Pedrão, médico geriatra do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná (HC/UFPR).

A mudança na apresentação dos sintomas confunde os familiares, que tentam buscar outras explicações para esses sinais. Isso atrasa o diagnóstico e, quem sofre, é o próprio paciente idoso. De acordo com José Mário Tupiná Machado, médico geriatra do hospital Marcelino Champagnat e professor de geriatria da PUCPR, as mudanças no envelhecimento são lentas e gradativas — e ninguém apresenta demência de um dia para outro.

É importante que a família tenha consciência que as mudanças de aparência, de comportamento, de rotina sempre precisam ter uma explicação. Sempre precisam buscar uma explicação para elas. Não pode ficar achando que é da idade. Qualquer mudança deve ser checada porque pode ser, entre outras coisas, uma infecção, reforça Machado.

Alerta aos sintomas de infecções nos idosos

Fique atento aos seguintes sinais, de acordo com orientações dos médicos geriatras José Mário Machado e Rodolfo Pedrão:

  • Mudança de comportamento: Se, de repente, o idoso que era agitado, participativo ou brincalhão se torna apático, prostrado, se isola ou se irrita com facilidade, fique de olho. O contrário também é verdadeiro: de alguém menos para mais agitado.
  • Confusão mental e alucinações: Nem sempre uma falha de memória ou confusão é sinal de demência, mas pode indicar uma infecção não diagnosticada.
  • Hipotermia: Em infecções mais graves, ao invés de aquecer, o corpo tende a se resfriar, podendo levar a um quadro de hipotermia.
  • Sonolência e redução dos níveis de consciência: Especialmente nos pacientes com dificuldades ou déficit cognitivos, as infecções podem levar a uma maior sonolência e até reduzir a consciência.

 

Doenças importantes

Se o idoso tiver, concomitantemente à infecção, doenças que comprometem a imunidade, ou doenças debilitantes, como demências em estágio avançado, diabetes, doenças cardíacas e pulmonares, o risco de ter sintomas mais atípicos é maior.

Infecções em geral podem causar esses sinais atípicos, mas as infecções mais prevalentes entre os idosos são pneumonia, infecção urinária e de pele, explica José Mário Machado, médico geriatra do hospital Marcelino Champagnat.

Como evitar?

A melhor forma de evitar as infecções, segundo o médico geriatra Rodolfo Pedrão, se dá pelo cuidado com a saúde em geral do idoso, o que significa prezar por uma alimentação saudável, atividades físicas e vacinação.

É importante lembrar das vacinas, da gripe, por exemplo. Alguns idosos recebem a indicação de tomar também, especialmente quem está tratando de doenças crônicas, as vacinas contra a pneumonia e o herpes zóster. Mas a vacina contra a gripe é fundamental, se não tiver nenhuma contraindicação, diz o especialista que também faz parte da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia.”

Referência: Gazeta do Povo

Passos para ser admirada

Você já percebeu como sempre há alguém muito admirado no trabalho? Pois então, essas pessoas costumam assumir seus pontos fracos com mais facilidade, em vez de esperar o tempo necessário para que outras pessoas os percebam.

No ambiente profissional, existem táticas para aumentar a popularidade. Os 10 passos seguintes explicam como.

  1. Faça perguntas

Pessoas que questionam e expõem suas dúvidas são admiradas porque sentem prazer em compartilhar o que sabem e o que não sabem. Por causa dessa característica, sempre estão prontos para ajudar quem precisa – e isso conta pontos em qualquer grupo.

  1. Fale mais

Uma característica em comum de pessoas admiradas é a capacidade de conversar com todos. Elas não escondem o que pensam. Isso não significa que elas são diretas e grossas, mas fazem questão de ser detalhistas e prestativas.

  1. Doe seu tempo… sem esperar algo de volta

Ajudar os outros por vontade própria aumenta sua popularidade. Pense na pessoa que você mais gosta no trabalho – provavelmente quem poderia ajudar em um dia difícil, ou mesmo quando o seu computador não estiver funcionando. Cuidado, porém, ao ajudar só para ser admirado. A iniciativa precisa ser genuína.

  1. Ouça melhor

Esse passo não elimina a segunda dica, que continua sendo verdadeira. Comunicação facilita relações entre pessoas, mas é importante fazer uma pausa de vez em quando para ouvir. Pessoas admiradas estão sempre curiosas para aprender e ouvir algo novo. Fale tudo que for preciso, mas na hora de ouvir, faça isso com toda a atenção.

  1. Preocupe-se de verdade

Como desenvolver a preocupação e o carinho ao próximo em uma era tão narcisista com as redes sociais? Importar-se requer deixar seus interesses e ambições de lado para ajudar o próximo. Isso exige esforço. Você precisa conscientemente decidir que vai se preocupar com alguém. Ao fazer isso, verdadeiramente, você notará que as pessoas vão admirá-lo.

  1. Admita: você não sabe tudo

Todos sabem como é importante evitar ser o arrogante do escritório. Parte porque sabemos que essa pessoa não irá pedir por ajuda, e muitas pessoas gostam de se sentir úteis e ajudar. Mais importante ainda porque pessoas arrogantes estão sempre tentando se promover. Elas exibem um tipo de orgulho que não é atraente.

  1. Prefira a risada

É difícil não gostar de alguém que encare a vida com leveza. Frequentemente, as pessoas mais admiradas conseguem encher um ambiente de risadas e sorrisos. Se a sua natureza não for tão brincalhona, não tem problema. Só não se esqueça de enxergar humor em acontecimentos cotidianos. Seja alguém de riso fácil e você conquistará as pessoas ao seu redor.

  1. Não esquente tanto a cabeça

A seriedade é uma característica importante no ambiente profissional, mas o excesso dela ofusca a visão mais ampla de algumas situações. Pessoas sérias demais são essencialmente mais egoístas, pois estão sempre se focando em seus problemas particulares. Indivíduos admirados no trabalho reconhecem problemas de colegas e são altruístas.

  1. Não seja insistente demais

Você pode ter suas preferências pessoais, mas seja flexível quando necessário. Vá almoçar em lugares diferentes, ouça músicas sugeridas por amigos, não espere que todos gostem das mesmas coisas que você. Ajuste-se às situações.

  1. Assuma suas fraquezas

Eventualmente, seus colegas no trabalho irão descobrir seus pontos fracos, por que não abri-los com mais facilidade? Não aja como vítima ou compartilhe seus problemas com a próxima pessoa que for apresentada. Mas, no trabalho, não é nenhum pecado expor seus pontos fracos com a intenção de se esforçar para melhorar. Seus colegas farão boas sugestões e poderão ajudá-lo.

Referência: Semear Innovation

Garçom

Um jovem garçom decidiu parar tudo que estava fazendo em um restaurante de Belle Vernon, na Pensilvânia (EUA), para almoçar com um idoso de 91 anos que estava sozinho.

Lisa Meilander e sua família estavam almoçando na mesa ao lado quando se depararam com a cena. Ela decidiu tirar uma foto e a publicou nas redes sociais, esquentando o coração dos internautas.

Ao ver o idoso almoçando meio cabisbaixo e entristecido, o garçom Dylan Tetil se dirigiu até sua mesa, onde ambos começaram a conversar.

“O senhor pediu desculpas por não ouvir muito bem”, escreveu Meilander no Facebook. “Ele havia esquecido de colocar seus aparelhos auditivos. Falou sobre como ele perdeu a audição durante seu tempo na guerra. Ele tinha 91 anos e muitas, muitas muitas histórias para contar. Dylan ouviu pacientemente dando-lhe toda a atenção do mundo.”

Garçom ‘bom ouvinte’

“Eventualmente o homem se desculpou por falar tanto. ‘Estou sozinho agora’, ele disse, ‘e muitas vezes não tenho ninguém com quem conversar’.” Dylan sorriu e disse que gostava de ouvir.

O rapaz então ajudou o homem a escolher uma refeição no cardápio antes de levar o pedido para cozinha. Eles almoçaram juntos.

“Acho que não fomos os únicos a escutar a conversa”, brincou. “Depois que o senhor recebeu sua comida, eles voltaram a conversar, enquanto comiam. Quando saímos do restaurante, lá estavam eles ainda, na mesa, sentados e conversando. Vimos muitas pessoas saindo dali com um sorriso no rosto. Foi um momento muito comovente.”

“Com todas as histórias negativas que circulam por aí, esta foi uma lufada de ar fresco. Eu me pergunto se eu teria sido tão gentil e atenciosa se fosse eu quem estivesse trabalhando lá”, acrescentou. “Uma coisa é certa: se você estiver no [Restaurante] Eat’n Park em Belle Vernon, peça por Dylan. Se ele for o seu garçom, com certeza você será muito bem atendido.”

Referência: Razões para Acreditar

28 ago

Energia

A gente já se acostumou a correr contra o relógio para dar conta de trabalho, estudo, tarefas domésticas e achar que a vida é assim mesmo: quanto mais agitada, melhor. Só que um dia o corpo reclama. É quando você percebe que está exausta, desmotivada, se sentindo feia e sem energia nem para se divertir. Nessa hora, é importante repensar o estilo de vida e colocar em prática atitudes que dão um choque no desânimo e renovam o astral em instantes. Quer ideias? Entregamos várias para você ter na manga e usar no trabalho, em casa, a dois ou a sós.

1. Filtre as companhias
Há pessoas que são como vampiros emocionais: sugam sua energia e deixam você para baixo. Gente tagarela, que reclama demais ou só fala da própria vida costuma ser assim e, se você não se proteger, entra nessa relação sem perceber. “A pessoa não precisa ser do mal para ter esse poder sobre o outro”, fala a psicóloga Carmen Cerqueira Cesar, de São Paulo. “Uma amiga querida ou colega de trabalho com quem você se dá bem tem essa capacidade. Cabe a você colocar limites para não se deixar contaminar.” Corte a conversa com jeitinho ou invente uma mentira branca para evitar um encontro se sabe que não vai sair inteira dele. Assim, você não só preserva seu bem-estar mas a amizade também.

2. Sexo para reanimar
Se nos dias em que chega em casa exausta e louca para se jogar no sofá a última coisa em que pensa é transar, não sabe o que está perdendo. Nos momentos de excitação, o organismo turbina a secreção de dopamina, endorfina e serotonina, substâncias que batem os níveis de cortisol e elevam o humor, a alegria e a disposição. De quebra, você levanta zerada no dia seguinte — um estudo da Arizona State University, nos Estados Unidos, revelou que mulheres que haviam feito sexo na noite anterior acordaram mais relaxadas e bem-humoradas.

3. Cheiro de bem-estar
Leve na bolsa ou deixe na mesa de trabalho um blend de óleos essenciais capaz de dar um up imediato na disposição: com bergamota, grapefruit e limão é uma opção. O aroma age direto no cérebro, estimulando e reequilibrando os hormônios do bem-estar – é só aplicar nos locais em que dá para sentir a pulsação, como pescoço e pulsos, sempre que precisar de uma injeção de ânimo.

4. Laranja para levantar o astral
Nas unhas, na maquiagem ou na roupa, nem que seja apenas em um acessório, essa cor tem tudo para colocá-la para cima no ato: ela afasta as energias negativas, estimula a mente e chama a alegria. E está super na moda. Ou seja, com ela, é dois a zero para o alto-astral e a autoestima.

5. Silêncio mágico
Ficar só e calada de vez em quando funciona para escutar o que o corpo e as emoções pedem — e não tem nada a ver com estar triste ou de mal com a vida. “Aí, conseguimos processar tanta informação que recebemos o tempo todo e achar sentido na vida”, diz Carmen Cerqueira Cesar. “É como colocar cada arquivo na pasta certa para o computador (ou nossa mente) não dar pau”, completa.

6. Transforme angústia em alegria
A terapeuta Ma Deva Suvalia, do Hotel Ponto de Luz, em Joanópolis (SP), ensina um exercício capaz de transformar sofrimento e ansiedade em sentimentos bons: feche os olhos e visualize um ponto no meio do tórax, que corresponde ao chacra do coração. Inspire mentalizando seus medos e preocupações e expire pensando em coragem e tranquilidade, sempre focando o ponto no coração. Em cinco minutos, vai se sentir mais leve, renovada e pronta para encontrar soluções positivas para o que incomoda você.

7. Faça um spa em casa
Tomar um banho quentinho e sem pressa já é um bálsamo contra o cansaço e a falta de ânimo. Para sair completamente renovada, aproveite os minutos embaixo do chuveiro e faça uma esfoliação no corpo com um punhado de sal grosso triturado com alecrim, manjericão e outras ervas aromáticas de que você gosta. “O processo renova a pele, libera aromas que refrescam e revigoram e neutraliza as energias negativas e positivas”, fala o terapeuta Michael Roriz, do Blue Garden Spa, em São Paulo. Enquanto isso, aproveite para mentalizar coisas boas e focar no barulhinho da água caindo pelo corpo.

8. Recarregue com chocolate
O doce já é nosso amigo nos momentos de baixo-astral, mas a notícia melhor ainda é que ele entrega energia extra quando vem na forma de uma bebida quentinha. Primeiro, porque contém cafeína e teobromina, que estimulam o corpo a produzir endorfina e serotonina, substâncias relacionadas ao bem-estar e a emoções positivas. E, como revelou um estudo da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, publicado na revista Science, o simples fato de segurar uma caneca com uma bebida quente deixa você mais segura e para cima.

9. Suco que levanta
Não dê mole para o desânimo e copie esta receita sugerida pela nutricionista Karoline Jorge, da KJ Nutricional Consultoria e Assessoria, em São Paulo, para começar o dia com pique total: bata no liquidificador 1 copo (200 ml) de suco de laranja, 1/3 de cenoura picada, 1 polpa de açaí e 1 colher (chá) de guaraná em pó. O açaí carrega ferro, mineral que em falta no organismo pode levar a cansaço e anemia. Combinado com o guaraná, a frutinha forma uma dupla revigorante. A laranja e a cenoura colaboram para a eliminação de toxinas e a renovação de todas as células do corpo.

10. Mexa o corpo
Pode soar contraditório, mas quando você se sente exausta, uma das melhores coisas a fazer para recuperar o pique é malhar. Não precisa ser em alta intensidade nem até suar em bicas. Um estudo da Universidade da Geórgia, nos Estados Unidos, mostrou que adultos que pedalaram em baixa intensidade por 20 minutos, três vezes por semana, sentiram 65% menos fadiga do que o grupo que não se movimentou e 16% mais dispostos do que quem praticou exercício pesado. É que mexer o corpo aumenta a oxigenação do sangue e dos tecidos e estimula a produção de substâncias que garantem energia, disposição e bem-estar, como dopamina, adrenalina, endorfina e serotonina.

11. Banana a tiracolo
Não tem fruta mais prática que essa para matar a fome fora de hora, e o melhor é que ela também esbanja propriedades. “É ótima para quando falta energia, pois tem frutose e um tipo de aminoácido que serve como matéria-prima para a produção de serotonina, que garante bem-estar e disposição”, diz Karoline Jorge.

Livro da Vovó

Olhando sempre para o lado positivo da vida, acompanhada da risada gostosa que é sua marca registrada, Maria Emília de Mendonça, a vovó Dodóca, alcançou mais um sonho na  longa trajetória. Aos 103 anos, ela lançou neste sábado (10), em Novo Hamburgo, o livro Encontro das Águas, que eterniza as suas memórias em 129 páginas. A obra conta como ela encara o mundo para chegar a incrível marca de mais de um século na Terra — ainda se sentindo jovem, garante ela. 

Para a vovó Dodóca, o segredo de tudo está na cabeça, e não no corpo. Ela sugere que todos olhem para a vida sempre buscando a sua melhor parte. Ou seja, para ela, o copo nunca está meio vazio, mas meio cheio. Assim, segundo a vovó, é possível atingir a longevidade de maneira feliz.

Perguntada sobre o momento mais alegre, complementou a primeira fala: 

— Alegria eu tenho sempre. Eu penso mais é nas amizades, no amor, nas pessoas que estiveram e estão comigo. 

A ideia de escrever o livro já existia em dona Maria Emília, mas foi incentivada pela filha, Marli Helena de Oliveira, 68 anos, que buscou a parceria do escritor e amigo Fabrício Vijales. Foram várias semanas de entrevistas da vovó ao profissional entre 2017 e 2018, em encontros todas as segundas-feiras para que ela detalhasse os principais pontos da vida centenária.

As histórias da vovó

O livro conta desde os primeiros anos dela, neta de um escravo, em uma família humilde. Nascida na área rural de Gravataí, ela perdeu a mãe aos sete anos, o que abreviou a infância e fez com que ela trabalhasse desde cedo. Teve de assumir os irmãos e se tornar uma mãe repentinamente. Ainda assim, ajudava o pai na roça com uma enxada sempre que ele precisava. Depois, aos 13 anos, foi morar em Porto Alegre, no bairro Bom Jesus, onde trabalhou como doméstica nas casas de famílias ricas da época. 

O texto reflexivo também atende a um dos principais hábitos da dona Maria Emília: ler. Há 10 anos, ela decidiu largar outros passatempos, como a TV, e dar mais atenção para a leitura, um hábito que nunca mais deixou e recomenda a todos. Nem mesmo a casa cheia com os nove netos, 12 bisnetos e cinco tataranetos é capaz de tirar a concentração dela nos textos.  

Ultimamente, a vovó teve agenda de estrela para divulgar o Encontro das Águas. Visitas em prefeituras, casas de amigos, conversa com autoridades e uma maratona de entrevistas marcaram os últimos dias da dona Maria Emília. Ela lembra o nome de cada um que a entrevistou e perguntou a vários as suas datas de nascimento, para que possa dar os parabéns na próxima vez em que os encontrar.

— Está muito legal. Foi uma boa ideia da Marli o livro. Tá bombando! — diverte-se, usando um termo jovem, a mulher que já tem quase 38 mil dias de vida.  

Além do livro, no ano passado, a vovó alcançou outro sonho em sua vida. Comemorou os 102 anos em sua primeira viagem internacional, com a filha, para Portugal. Maria Emília lembra de compartilhar o sonho com algumas pessoas, que duvidaram que ela conseguiria ir tão longe com a idade avançada. A viagem foi de mais de 20 dias e ela adorou.

A memória de Maria Emília impressiona a qualquer um. Ela não demora para responder as questões, não titubeia, lembra de datas com a precisão de quem não usa agendas. Uma das histórias que ela mais se diverte ao contar foi sobre a vez em que abandonou o noivo pouco antes do casamento, aos 24 anos. O pretendente era mais velho, amigo de seu pai, e já tinha até feito casa para eles e entregue uma aliança. Ela tinha certeza que não queria casar com aquele homem. 

— Teve uma noite que eu não dormi. Não sabia como diria para o meu pai. Mas criei coragem e falei pra ele ao amanhecer, quando pedi a bênção. Ele, graças a Deus, entendeu. Saí a pé para caminhar duas horas até o cartório e ainda encontrei o noivo no caminho. Ele tinha uma faca, e me ameaçou. Disse pra ele: quer me matar, pode me matar, mas contigo eu não caso — conta. 

O destino, como ela mesmo lembra, foi caprichoso e ela casou-se com o homem de sua vida: um amigo que ela já gostava de outros tempos. Foi com ele que ela teve os seus seis filhos. 

Vitalidade e saúde de ferro

Chama atenção também seu estado de saúde: não usa óculos nem para ler, caminha lentamente, mas com passadas firmes e sem bengalas, e só toma dois remédios, um para manter controlada a pressão arterial e outro para labirintite. Fazia hidroginástica até os 99 anos de idade e só parou de ir, assegura, porque ficou sem companhia. Até os 101, ela morava sozinha em sua casa em Novo Hamburgo. Há dois anos, mora com a filha, na mesma cidade.  

— Não tem quem não se impressione. Ela é uma pessoa iluminada, que alegra quem está por perto  — revela Marli.

A vó Dodóca também revela sua dieta: come de tudo, mas em porções pequenas. Gosta de cozinhar à moda antiga, usando banha no feijão, que deixa as comidas mais saborosas. O prato preferido é dobradinha: mondongo com batata. Nunca fumou, nunca bebeu e nunca usou drogas. 

Na rotina, gosta de ir em todas as festas em que é convidada e a encontros com familiares e amigos.  É adepta da filosofia Seicho-no-Ie há 30 anos. Ficar muito tempo parada não é algo que deixe feliz a centenária do Vale do Sinos. Tenta sempre viajar e os outros Estados do Brasil estão entre os seus destinos favoritos. Para o futuro, o único pedido que faz toda noite é que possa seguir conhecendo novos lugares. 

O nome do livro, Encontro das Águas, é uma simbologia feita pelo autor pela resiliência da dona Maria Emília com os problemas da vida. Uma pessoa que se molda ao passar dos anos, mas que segue sempre o seu próprio fluxo. Se ficar parada, apodrece. Por isso, precisa mover-se em seu caminho desviando de pedras e dos problemas, mas sem nunca parar de seguir. Olhando, claro, para o lado positivo e mantendo a risada contagiante.

Referência: GaúchaZH

Bon Jovi

Jon Bon Jovi é um dos artistas mais reconhecidos no mundo. Sua carreira musical o catapultou para a fama nos anos 80 com sua banda de rock Bon Jovi.

Além de músico e compositor, Jon tem carreira como ator de cinema e televisão e atualmente é ativista político.

O ícone mundial é reconhecido há anos pela abertura de dois restaurantes solidários, onde pessoas sem recursos podem comer sem pagar.

A iniciativa já serviu mais de 104.800 pratos para pessoas necessitadas em Nova Jersey, nos Estados Unidos. A Fundação JBJ do artista é responsável pela gestão dos restaurantes Soul Kitchen. Neste lugar, os pratos são deliciosos e pagar a conta é opcional.

Aqueles que podem pagar pelos pratos pagam uma doação de US $ 20 por comida, e aqueles que não são, são convidados a entrar, comer e, se quiserem, ajudar como voluntários na cozinha.

Segundo o site do restaurante, 51% das refeições servidas foram pagas com doações e os restantes 49%, através do trabalho voluntário de pessoas sem recursos financeiros. Um de seus principais slogans é: ” Todos são bem-vindos à nossa mesa”.

Restaurante solidário do Bon Jovi

A primeira dessas lojas foi inaugurada em 2011 em Nova Jersey e a segunda foi inaugurada quatro anos depois. Ambos têm a missão de alcançar uma mudança positiva, abordando os problemas da fome e da falta de moradia.

Os pratos servidos nesses restaurantes são feitos com ingredientes nutritivos e orgânicos de seu próprio jardim, fazendo com que os alimentos que essas pessoas consomem sejam mais saudáveis.

Jon Bon Jovi quer que mais pessoas se inspirem em seu exemplo para realizar atos de solidariedade que possam melhorar a vida dos outros.

Referência: Psicologias do Brasil

Página 1 de 2512345...1020...Última »