Unidade Vila Mariana (11) 2275-2516/2276-2835

Unidade Moema (11) 2738-1700/2738-1900

Blog

09 mar

Menino de 4 anos convenceu seus parentes a adotarem um vovô que morava na rua

por nossacasa

Atualmente, o vovô mora com a família de Ticiano e é realmente grato por todo o amor e carinho que eles lhe deram.

Ticiano convenceu sua família a ajudar um homem idoso que morava nas ruas e depois de vários dias eles decidiram adotar o avô. O menino tem apenas 4 anos e é um paciente oncológico. Um dia, enquanto ele e a mãe iam ao jardim de infância, encontraram um homem em situação de rua e a partir dali se tornaram inseparáveis.

“Era uma manhã fria, a caminho do jardim de infância, fomos comprar biscoitos que Tizi lanchava todos os dias e vimos Tano. Tizi imediatamente disse: ¨“Vamos comprar algo do vovô.” Compramos biscoitos e um sanduíche ”. O pequeno olhou para a ele e perguntou: “Você está feliz, vovô?”, Animado, Tano respondeu: “Sim, filho”.

O homem disse a eles que precisava apenas de um casaco e sapatos, porque aqueles que lhe causaram fortes dores. Florência disse ao filho que no dia seguinte eles voltariam para encontrá-lo e lhe dar as coisas de que precisava.

Ticiano e o vovô que adotouTiciano e o vovô adotado pela sua família (Foto: Reprodução)

No entanto, eles não conseguiram encontrá-lo por longas duas semanas, e a mãe de Ticiano resolveu procurar o vovô Tano, quando finalmente conseguiu localizá-lo, decidiu que seria uma boa ideia levá-lo para casa.

Tano recebeu um banho quente, comida e até tinha um quarto em sua casa, caso ele decidisse ficar.

Tano conta tristemente em uma entrevista que sua filha tirou sua casa e o deixou na rua, depois que se envolveu com um homem mau, como descrito pelo avô. Apesar das dificuldades que vovô Tano teve que superar, ele agora está muito feliz que uma criança tenha visto a bondade nele e, acima de tudo, que tenha convencido sua família a abrir seu lar e seus corações para recebê-lo.

Atualmente, o vovô mora com a família de Ticiano e é realmente grato por todo o amor e carinho que eles lhe deram. Ticiano e Tano passam a tarde lendo, brincando e cuidando das plantas da casa.

Agora, Ticiano está muito feliz porque ele tem um avô que brinca com ele e concorda com isso.

Fonte: A Grande Arte de Ser Feliz