Unidade Vila Mariana (11) 2275-2516/2276-2835

Unidade Moema (11) 2738-1700/2738-1900

Blog

22 abr

8 coisas que você deveria fazer para cuidar melhor dos seus dentes

por nossacasa

Muitos imaginam que basta passar o fio dental e escovar os dentes após as refeições que a saúde bucal está garantida. Embora o preceito básico seja esse, há muitas outras atitudes que podem tornar este cuidado mais eficiente e, assim, manter não só a estética, mas também prevenir de maneira mais satisfatória cáries e outros problemas bucais.

Além de cuidados extras para tornar este hábito diário ainda mais efetivo, há também ações que, embora possam parecer benéficas, fazem mais mal do que bem e outras ainda que, por não fazerem parte da rotina diária, muitas vezes são esquecidas ou negligenciadas.

Se você quer realmente ficar com a saúde e a estética bucal em dia, atente-se à rotina de cuidados.

Cuidados com os dentes: o que NÃO fazer

1 – Abandone o uso do palito

Embora pareça uma medida prática e emergencial para limpar os espaços existentes entre os dentes, usar palitos de madeira com essa finalidade pode causar lesões na gengiva. “O palito pode perfurar a gengiva, as papilas dos dentes, e isso é perigoso”, alerta o dentista.

2 – Controle a força da escovação

A força usada para escovar os dentes também precisa ser controlada. Realizar o movimento com muita intensidade pode dar a sensação de que se está limpando os dentes de forma mais eficiente. Mas essa sensação é falsa. De acordo com Puglisi, a atitude pode causar sangramento e recessão gengival, quadro que aumenta a exposição do dente.

3 – Tenha cuidado com os alimentos que consome

Alguns alimentos, como limão e abacaxi, embora sejam importantes para a manutenção da saúde geral, são ácidos e, por isso, afetam os dentes. Neste caso, é essencial consumi-los de maneira adequada. “O abacaxi não causa tantos problemas ao ser ingerido puro, mas o limão não pode, de jeito nenhum. Tem gente que chupa a fruta. Mas o ideal é sempre diluir em água para evitar que ele cause erosão ácida nos dentes”, explica o dentista.

Além de colocar em prática os cuidados diários e estar atento às ações prejudicais à saúde bucal, é importante também olhar para os detalhes que podem passar despercebidos ou parecer desnecessários, mas também são essenciais para os cuidados com os dentes

Saúde bucal: o que fazer todos os dias

1 – Escove os dentes pelo menos 3 vezes ao dia

A recomendação do especialista também é clara em relação à quantidade de escovação. O ideal é que ela ocorra após todas as refeições. Mas se a rotina impede que esta orientação seja seguida à risca, existe uma regrinha básica para ajudar. “Se não for possível escovar imediatamente após as refeições, faça isso pelo menos três vezes ao dia”, orienta.

2 – Não esqueça do fio dental

O fio dental é essencial para a higienização do dente e não há nada que substitua sua ação. “O ideal é que você passe todas as vezes em que for escovar ”, comenta o dentista.

3 – Escove os dentes logo após as refeições

Ao pesquisar sobre cuidados com os dentes, é comum encontrar a orientação de que é preciso esperar pelo menos 30 minutos entre a refeição e a escovação para supostamente evitar que o ácido digestivo afete o esmalte de dente.

De acordo com o dentista Rafael Puglisi, esta é uma orientação equivocada. “Não existe tempo mínimo a ser esperado. Você pode escovar 10 ou 40 minutos depois de comer, mas deve sim escovar logo após as refeições”, explica.

Até aqui estão listados os cuidados básicos. Mas eles não são suficientes. É preciso também atentar-se ao que não é recomendado.

Cuidados com dentes que não podem ser esquecidos

1 – Troque a escova no período adequado

Embora não exista regra, é essencial saber quando é o momento de trocar a escova de dente. Puglisi explica que isto deve ser feito quando as cerdas aparentam sinais de desgaste. “Não existe um tempo certo, mas quando as cerdas já estão abertinhas, é hora de trocar”, comenta. E o macete vale tanto para as mecânicas quanto para as escovas elétricas.

2 – Saiba escolher uma boa escova

Para escolher uma escova adequada, além de pensar no tamanho e no tipo de cerdas, vale também ponderar entre os modelos manuais e os elétricos.

“A escova de dente elétrica é a melhor opção porque limpa os dentes profundamente e sem esforço. Ela faz uma escovação que elimina tártaros e a placa bacteriana sem danificar o esmalte e a gengiva”, comenta o dentista.

Além de remover mais placas e alcançar aéreas mais difíceis, modelos de escovas elétricas como a Philips Sonicare ainda dão mais longevidade a tratamentos estéticos. “Ciclos em escovação manual degradam mais rapidamente os cimentos utilizados nesses procedimentos. Como a escova elétrica só faz uma vibração, ela dá maior longevidade ao que fazemos”, reforça Dr. Puglisi.

Fonte: Vix